Comemorar gols levou Kawan Pereira aos saltos ornamentais

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
TOKYO, JAPAN - MAY 03: Kawan Figueredo Pereira of Brazil competes in the Men's 10m Platform semifinal on day three of the FINA Diving World Cup at the Tokyo Aquatics Centre on May 03, 2021 in Tokyo, Japan. (Photo by Toru Hanai/Getty Images)
Kawan Pereira na Copa do Mundo de 2021, quando garantiu sua vaga em Tóquio (Toru Hanai/Getty Images)

Nos saltos ornamentais, o Brasil tem quatro atletas confirmados em Tóquio, ambos na prova de plataforma: Ingrid Oliveira e Kawan Pereira, Isaac Souza e Luana Lira. Eles se classificaram na Copa do Mundo, que valeu como Pré-Olímpico, disputada em março. Os dois primeiros ficaram entre os 12 melhores do mundo, enquanto os seguintes pararam na semifinal, fechando entre os 18 melhores.

No Pré-Olímpico, alguns atletas já qualificados para Tóquio pelo Campeonato Mundial, como os dois chineses na prova masculina, não participaram da prova de plataforma. A agradável surpresa brasileira foi Kawan Pereira, de apenas 18 anos. Na fase eliminatória, ele terminou em 4º lugar entre 46 atletas. Na semifinal foi 6º colocado e, na final, já com o carimbo para o Japão garantido, ficou em 10º.

Leia também:

O jovem atleta comenta que competiu sentindo uma lesão: “Tive um estiramento no oblíquo dois meses antes e estava sentindo um pouco de dor na Copa do Mundo. Mesmo assim meu desempenho foi ótimo”.

Kawan apareceu com destaque nos Jogos Pan-Americanos de 2019, quando conquistou a medalha de bronze ao lado de Isaac Souza na plataforma sincronizada. Até o Pré-Olímpico, o Brasil não tinha nenhum atleta garantido em Tóquio, pois não havia conseguido no Mundial 2019 e nos Jogos Pan-Americanos. Mas Kawan diz que competiu tranquilo: “Não senti pressão. Eu faço na competição o que eu treino e os resultados são fruto desse treinamento intenso e pesado”.

Na competição, o atleta realiza seis saltos diferentes e nenhuma nota é descartada. Um salto ruim compromete todas as chances de uma boa colocação. A nota do atleta é multiplicada pelo grau de dificuldade do salto.

No Pré-Olímpico, Kawan foi bem regular. Em 18 saltos que realizou nas três fases, apenas um teve nota abaixo de 60 pontos, justamente na final, o que poderia tê-lo deixado novamente entre os seis melhores. Doze saltos de Kawan tiveram notas superiores a 70 pontos, três deles acima de 80, com direito a um 88,80 no 4º salto da fase de classificação.

O grande objetivo de Kawan em Tóquio será chegar à final olímpica entre os 12 melhores, repetindo o que fez duas vezes Cesar Castro, na prova de trampolim em 2004 e 2016. Para isso, além da regularidade, Kawan precisará aumentar o grau de dificuldade de alguns dos seus saltos: “É difícil dizer pois a Olimpíada está muito próxima, mas é meu objetivo aumentar minhas notas de execuções. Estou muito confiante e sou persistente. Tenho série para chegar a final olímpica”.

Kawan nasceu no Piauí e vive no Distrito Federal. Começou a carreira no Centro Olímpico do Gama, no futebol de campo. Ele sabia fazer mortais nas comemorações dos gols e isso fez com que o técnico o levasse para treinar saltos ornamentais.

No período da pandemia, a partir de março de 2020, ficou seis meses sem poder entrar na piscina. Os treinos eram apenas por vídeo e isso atrapalhou a preparação para o Pré-Olímpico.

A grande inspiração e ídolo de Kawan é o saltador brasileiro Hugo Parisi, que disputou 4 Olimpíadas na mesma prova de plataforma.

Em Tóquio serão oito provas de saltos ornamentais: quatro individuais e quatro em duplas, chamados de saltos sincronizados. A China é a grande potência da modalidade na atualidade. Na Rio 2016, faturou sete de oito ouros possíveis. No Mundial de 2019, os chineses levaram todos os oito ouros das provas olímpicas, o que deve se repetir em Tóquio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos