Karol Lannes faz testes para TV e relembra “empurrão” para fora do armário: “Não queria naquele momento”

Karol Lanes. Foto: Reprodução/Instagram
Karol Lanes. Foto: Reprodução/Instagram

Por Felipe Abílio (@goabilio)

Anna Karolina Lannes, ou só Karol Lannes, cresceu. A ex-atriz mirim de 19 anos tem se divertido ao reviver o assédio do público com “Avenida Brasil” sendo reexibida em rede nacional. Karol tinha apenas 12 anos quando participou da novela como a Agatha, filha maltratada pela Carminha, vilã icônica vivida por Adriana Esteves. “Sempre me perguntam se eu sou a menininha da novela”, conta.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Se o rosto de menina continua o mesmo, o mesmo não acontece com a sua vida. Há dois anos, ela trocou São Paulo por Campo Grande, no Mato Grosso, onde estuda Artes Cênicas na UEMS. “Depois que saí de casa, as coisas mudaram bastante, principalmente por ser um lugar onde não conhecia ninguém, não sabia nada. Vim direto para morar no dia da minha matrícula da faculdade”, relembra.

Leia também

Há poucos meses, Karol sentiu de novo o gostinho da fama, mas de uma forma não muito positiva. Durante entrevista a um jornalista, ela viu uma fala descontraída sobre sua ex-namorada ser transformada em manchete, expondo sua sexualidade para o Brasil.

“Sair do armário para mídia não foi um problema para mim, mas sim para a própria mídia. Não me assumi porque quis, um jornalista me ouviu falando sem querer alguma coisa sobre uma ex, durante uma ligação, fingiu que não tinha ouvido e colocou isso na manchete da matéria. Nunca pedi isso”, revela a atriz.

Karol contou que ninguém próximo se surpreendeu com o fato dela ser lésbica, já que seus familiares e amigos sabiam. Mas ficaram indignados com a forma como a notícia foi parar na imprensa. 

“Meus pais são tranquilos, sempre me apoiaram, me alertaram dos perigos. Foi um choque para eles quando saiu porque não era uma coisa que eu queria naquele momento por essa questão de ‘ai, quer chamar atenção’. Preferia que tivesse aberto no meu Instagram quando tivesse uma namorada. Lidei da melhor maneira, minha família também. Recebi apoio das pessoas mais próximas.”

Criada por dois pais, o ex-casal Fábio Lopes e o dermatologista João Paulo Afonso, Karol conta que tem sido difícil viver longe da família em outro estado para estudar.

“Sou muito apegada aos meus pais. No início foi complicado lidar com tudo, ao me ver sozinha do dia para noite. Sentia muita saudade deles, do apoio para resolver pequenos problemas do dia a dia. Mas aí você lembra de tudo que eles te ensinaram, de tudo que falaram e que realmente é verdade, você só aprende quando sente na pele.”

Para Karol, é importante levantar bandeiras em que acredita, como a de apoio a comunidade LGBTQ+. “Acho que todos nós fazemos parte da militância querendo ou não. Se você é um LGBTQ+ que não luta pelos seus direitos, quem é você? Faço parte da militância ainda mais por ter uma voz. Isso está sempre nas minhas pautas e vou me pronunciar sempre que a comunidade precisar. A gente que está nesse meio tem que dar a cara a tapa mesmo.”

Carreira

Fora do ar desde “Avenida Brasil”, Karol tem se aventurado pelas pick-ups de boates brasileiras como DJ e tem gostado da experiência.

“Ser DJ foi uma coisa que caiu no meu colo e abracei. A primeira vez que pisei numa boate tinha 18 anos, o dono me olhou e falou ‘você ficaria muito linda em cima de um palco’. Ele me deu todo o curso e há dois anos que estou atacando de DJ. Já toquei em SP, no Paraguai, quanto mais oportunidades vierem, melhor. Tenho a intenção de me profissionalizar, quem sabe a nível Alok”, diz rindo.

Atualmente fazendo alguns testes para a TV, ela também tem planos de retomar a carreira de atriz. Karol pensa alto e quer ajudar outras pessoas a realizarem os mesmos sonhos que ela.

“Meu sonho com a minha carreira sempre foi abrir uma escola de teatro, quero construir meu nome como atriz, quero seguir essa carreira, seja no cinema, televisão, aqui ou fora do país, vou atrás do meu sonho.

Leia também