Karol Conká é processada e pode deixar o 'BBB21'

Emily Santos
·2 minuto de leitura
Karol Conka relata assédio em hotel carioca: 'Acabei dando na cara dele'
Karol Conká é processada e pode deixar o 'BBB21'

Karol Conká, uma das participantes confinadas no ‘Big Brother Brasil 21’, se tornou alvo de uma ação judicial. Ela pode ser intimada a prestar esclarecimentos e deixar a casa do reality caso o juiz aceite o pedido de processo por quebra de acordo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A ação, movida por Bianka Grismino — dona da loja de bijuterias Grismino Store, que funciona na plataforma Shopee —, referencia uma publicidade feita por Karol no Instagram em outubro de 2020. Segundo a empresária, o acordo fechado com a plataforma e a cantora era para uma publicidade que direcionaria os seguidores da rapper para a página da loja de Bianka no Shopee.

Leia também

De acordo com a autora da ação, uma representante da plataforma entrou em contato dizendo que a cantora havia escolhido as peças da loja para a propaganda. Bianka, se tivesse interesse na parceria, enviaria os itens de graça para Conká. Ela ainda foi aconselhada a produzir um estoque para que quem se interessasse pelas peças pudesse comprá-las. Prints e áudios da conversa entre a representante e a empresária foram anexadas à ação.

Depois que a cantora fez a publicidade, Bianka notou que o link disponibilizado na publicação direcionava quem clicasse para a página inicial da Shopee, e não para sua loja. Ela cobrou a representante da plataforma, pois havia produzido dezenas de peças para garantir o fluxo vindo da divulgação, mas a plataforma respondeu que nada poderia ser feito.

A empresária reclamou nos comentários da publicação de Karol, que respondeu que isso é conversado com a Shopee. “Uma pena que você preferiu resolver da maneira mais tosca vindo aqui falar sem nunca ter falado comigo antes. Isso só prova a sua falta de ética e profissionalismo”.

Bianka pede uma indenização de R$ 230 mil por danos morais e materiais à plataforma e à cantora. Ela pede ainda que a Conká seja intimada a divulgar quantos cliques a publicação gerou, já que, pelo acordo, seriam cliques para sua loja.

A assessoria da rapper informou ao UOL que não recebeu qualquer notificação sobre a ação, e ainda que:

“Karol Conka e sua equipe não receberam qualquer notificação judicial ou extrajudicial em nome da empresa mencionada. Inclusive considerando nunca ter havido parceria direta firmada entre Karol Conka e a empresa citada, ficamos surpresos com a notícia divulgada na imprensa. Todo o trato e execução das parcerias comerciais de Karol Conka está registrado e catalogado pela sua equipe comercial, com absoluta certeza de sua retidão e cumprimento dos acordos”.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube