Karma? Scarpa revela dificuldade em enfrentar o Fluminense com a camisa do Palmeiras

Scarpa comparou jogos contra o Fluminense com o grau de dificuldade das finais da Libertadores que enfrentou (Foto: Cesar Greco/Palmeiras/by Canon)


Gustavo Scarpa, em entrevista á TV Palmeiras, relembrou confrontos contra o Fluminense e destacou a dificuldade que sentia em jogos contra a sua ex-equipe.

Quem é o maior favorito na Copa do Mundo? Veja votação feita na redação do LANCE!

Veja tabela da Copa do Mundo

A situação envolvendo Scarpa, Palmeiras e Fluminense é algo que acontece há anos. Em 2015, quando ainda defendia a equipe carioca, encontrou o Verdão na semifinal da Copa do Brasil.

Na ocasião, o jogo de ida terminou em 2 a 1, com vitória para o Fluminense. O de volta, desta vez no Allianz Parque, terminou com o mesmo resultado, mas com vitória para o Palmeiras. A decisão ficou nos pênaltis.

Nas penalidades, Scarpa foi um dos jogadores do Fluminense que não marcou, graças à defesa do ex-goleiro Fernando Prass. O desempenho superior do Palmeiras nas cobranças classificou a equipe alviverde para a final, muito influenciado também por essa falha do atleta que mais tarde vestiria a camisa do clube.

Formado nas categorias de base do Tricolor carioca, a saída de Gustavo Scarpa foi extremamente polêmica. Na época, em 2017, chegou a apelar para a justiça pedindo a rescisão de contrato. Após todo esse imbróglio judicial, assinou com o Palmeiras.

Entretanto, de acordo com as palavras do jogador, todos os encontros com o Fluminense não foram nada fáceis. Para a 'TV Palmeiras', considerou todos os jogos 'ruins'. Segundo o meia, as partidas sempre eram dotadas de uma 'carga emocional muito forte', comparando inclusive com as finais da Copa Libertadores.

- Todos os jogos contra o Fluminense foram ruins. Principalmente no Rio de Janeiro, aqui no São Paulo foram mais de boa, mas todos os jogos contra o Fluminense foram uma carga emocional muito forte. O último então, sempre pensava: 'Queria uma oportunidade, queria fazer um gol'. Mas não fluía, negócio de louco. Independente de tudo que aconteceu, escolhas que eu fiz, tem uma história lá. Foi muito legal viver tudo que eu vivi no Fluminense - disse.

- Lá peguei base, tive uma saída estranha. Toda vez que joguei contra o Fluminense, minhas pernas não estavam à vontade. Foi coisa de louco, tipo final de Libertadores, de tensão mesmo - completou.

Agora ex-Palmeiras, Scarpa irá se apresentar no Nottingham Forest após a Copa do Mundo. Pelo clube alviverde, o meio-campista encerrou sua passagem com oito títulos.