Kannemann não descarta trocar Grêmio pela Europa, mas diz: "sou muito feliz no clube"

Goal.com

Walter Kannemann é uma das referências do Grêmio e um dos ídolos do elenco atual da torcida. Campeão da Copa do Brasil, em 2016, e da Libertadores, em 2017, o zagueiro argentino diz que é feliz no clube gaúcho, mas não descarta trocar o Tricolor por um clube europeu.

"Obviamente, tenho o desejo de atuar na Europa, mas sou muito feliz no Grêmio. É um clube competitivo que me levou a ser notado pela seleção, mas se surgir uma possibilidade [de jogar na Europa] vou analisá-la e verei se é o que quero e se valerá a pena", disse Kannemann em entrevista à TNT Sports.

Aos 29 anos, o zagueiro atuou em três clubes, todos nas Américas: San Lorenzo, da Argentina, Atlas, do México, e agora no Grêmio. "Acho que seria bom experimentar e ver como é o futebol lá [na Europa]. Tenho vontade mas não farei loucuras".

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No final do ano passado, o jogador foi procurado pela Fiorentina, da Itália, mas seguiu no Grêmio para o início da temporada atual.

Sobre a seleção argentina, que defendeu em seis partidas desde 2018, o gremista analisou suas atuações e o momento atual do time. "Nas vezes em que fui para a seleção, me senti muito bem. A equipe técnica está interessada e isso nos deixa felizes. Eu tento fazer as coisas da melhor maneira possível no clube para ter uma oportunidade e, quando chegar, poder tirar vantagem disso".

"Acho que a força dessa seleção é o trabalho em equipe que foi visto na Copa América. Há um estilo de jogar que beneficia o grupo e melhora o desempenho", completou o jogador.

Kannemann também falou sobre Diego Simeone, treinador do Atlético de Madrid com quem chegou a trabalhar junto no San Lorenzo. "Simeone é um ótimo treinador, não é necessário dizer isso. A carreira que ele está fazendo é incrível. No dia em que eu estreei, ele me pediu para ficar calmo. É um treinador muito exigente e isso ajuda muito o jogador".

O zagueiro voltou aos trabalhos juntamente com o elenco do Grêmio nesta semana, após testes para coronavírus e depois do Governo Estadual liberar os treinamentos em pequenos grupos em algumas cidades do Rio Grande do Sul.

Leia também