Kane treina com seleção da Inglaterra, apesar de lesão no tornozelo

Harry Kane durante partida da Inglaterra contra o Irã pela Copa do Mundo do Catar

Por Martyn Herman

AL WAKRAH, Catar (Reuters) - O capitão da seleção da Inglaterra, Harry Kane, treinou com a equipe nesta quarta-feira antes do confronto com os Estados Unidos, apesar de uma lesão no tornozelo que exigiu a realização de um exame, disse Jordan Pickford, companheiro do atacante na equipe.

Kane sofreu uma pancada do iraniano Morteza Pouraliganji no início do segundo tempo da vitória da Inglaterra por 6 x 2 na estreia das duas equipes no Grupo B do Mundial e foi substituído no final do jogo.

A federação inglesa confirmou que o atacante, cujos 51 gols pelo seu país estão apenas dois atrás do recorde de Wayne Rooney, havia sido submetido a uma exame, mas Pickford ofereceu uma avaliação otimista.

"Sim, acho que ele está bem, obviamente um pouco dolorido, mas acho que ele está bem, ele estava em campo conosco", disse o goleiro aos repórteres no centro de treinamento usado pela Inglaterra no Catar. "É bom, porque ele é nosso capitão."

A possibilidade de que as lesões no tornozelo de Kane voltem durante uma Copa do Mundo que começou de forma quase perfeita para a Inglaterra será uma preocupação para o técnico Gareth Southgate.

Pelo lado positivo, cinco jogadores ingleses marcaram gols contra o Irã, com Bukayo Saka anotando duas vezes e o jovem Jude Bellingham marcando seu primeiro gol com a camisa da seleção.

Kane continua sendo o talismã da Inglaterra, porém, tendo vencido a Chuteira de Ouro na Copa do Mundo de 2018 com seis gols quando a Inglaterra chegou às semifinais antes de perder para a Croácia.

Southgate dificilmente arriscará escalar Kane se ele não estiver 100% contra os Estados Unidos na sexta-feira, quando uma vitória poderá garantir os ingleses nas oitavas de final com um jogo de antecedência. O treinador deve preferir ter certeza de que Kane estará pronto para as fases decisivas do torneio.

Se assim for, Pickford está confiante de que a Inglaterra tem qualidade suficiente no elenco para ir bem sem seu capitão.

"Acho que todos aproveitaram sua chance quando Harry saiu, Callum (Wilson) entrou e jogou muito bem e conseguiu a assistência de Jack (Grealish) e foi muito altruísta", disse.

"Todos estão treinando muito e todos estão aqui por uma razão", disse o goleiro do Everton. "Mas obviamente Harry é um jogador inacreditável, ele dá um exemplo no grupo."

"Ele é o líder, ele é o capitão e todos nós o admiramos, mas também há oportunidades para os outros rapazes."