Kane passará por exames e vira dúvida na Inglaterra contra os Estados Unidos


O atacante Harry Kane, astro da seleção da Inglaterra na Copa do Mundo, passará por uma tomografia no tornozelo direito nesta quarta-feira (23). O atleta sofreu uma entrada forte de Pouraliganji, do Irã, no início do segundo da vitória inglesa sobre os iranianos, na última segunda-feira (21), pela primeira rodada do grupo B do Mundial.

+ As fotos da terça-feira de Copa do Mundo no Qatar

A informação foi publicada inicialmente pelo portal ‘The Athletic’ e confirmada pelo LANCE!, com fontes no Qatar.

Kane permaneceu em campo por mais 25 minutos após sofrer a entrada, mas depois da partida começou a sentir dores. A equipe médica da Inglaterra foi acionada já no vestiário do estádio Internacional Khalifa e colocou algumas faixas na região dolorida. O jogador saiu do local do jogo mancando.

No entanto, de acordo com informações coletadas pela reportagem, a delegação inglesa está otimista que o resultado do exame não vai apresentar lesão. Ainda assim, Kane é dúvida para o duelo contra os Estados Unidos, nesta sexta-feira (25), pela segunda rodada da chave.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo e simule os resultados dos jogos

Depois da vitória inglesa contra o Irã, o técnico Gareth Southgate havia minimizado o problema físico sofrido por Kane.

- Acho que Harry (Kane) está bem. Parecia uma dividida ruim, mas ele continuou no jogo. Nós o tiramos porque sentimos que era um momento do jogo em que poderíamos fazer isso - disse o treinador em entrevista, na ocasião.

Entre os ingleses, a possibilidade de corte de Harry Kane não é trabalhada nesse momento, mas tudo está sendo aguardado até o resultado do exame de imagem. Caso alguma lesão seja detectada, a expectativa é que ela tire o atacante de somente uma partida.

Em relação aos atletas que ficaram à disposição de Southgate no banco de reservas contra o Irã, as opções que podem substituir Kane em caso de ausência contra o US Team são: Callum Wilson e Marcus Rashford. O primeiro foi quem assumiu o lugar de Harry contra o Irã, enquanto o segundo entrou no lugar de Sterling cinco minutos antes e deixou o seu gol na primeira oportunidade que criou.