Kalil diz que primeiro evento em BH com torcida não 'passou no teste'

·2 minuto de leitura


O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, lamentou as cenas de aglomeração de torcedores no entorno do Mineirão, antes e durante o jogo entre entre Atlético-MG e River Plate, pela Libertadores. O evento "não passou no teste" de acordo com o chefe do executivo da capital mineira.

- Do jeito que está não vai ter, não. Isso foi um acerto entre o Mineirão e o Atlético. Primeiro, foi bom o resultado, todo mundo sabe, nunca escondi meu coração atleticano para ninguém, mas quando eu vi aquela cena no Mineirão eu desesperei, ontem mesmo entrei em contato com o secretário de Saúde (Jackson Machado) - disse o prefeito em entrevista à TV Globo.

- A população tem que entender, a gente quer melhorar, quer ajudar, fazer tudo para melhorar para compensar tudo o que todo mundo passou, mas quem pode colaborar não colabora. Não foi isso que foi combinado, eu vi torcida organizada lá que pelo preço do ingresso não poderia estar lá, e eu não tenho o menor receio de voltar tudo para trás. Estão enganados quem acha que 'é o Atlético, ele não vai fazer'. Não vai fazer, uma ova. Fizeram um desaforo e um desrespeito ao prefeito de Belo Horizonte - reforçou Kalil.

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho, rebateu Kalil e disse que o alvinegro cumpriu os protocolos sanitários anticovid.

- Nós nos preparamos muito para fazer o jogo de ontem. Acreditamos ter feito e cumprido com todos os protocolos, venda através de internet, ingresso nominal, com atestado médico recolhido. No estádio, conversei muito com minha equipe e entendemos que cumprimos com o protocolo. Fora de campo, vemos imagens de muitas pessoas sem máscara. Mas é um processo normal. Na feira hippie, vemos pessoas cumprimento, bebendo e comendo. Acho difícil fazer todas as pessoas usarem máscara. Mas era o ideal. O doutor Jackson, secretário de saúde, amanhã pela manhã vamos nos encontrar. Nosso objetivo é saber onde erramos. E, onde erramos, vamos tentar consertar, para que dê alegrias aos torcedores, para que os jogos continuem tendo torcedores. Atlético é cumpridor de lei. Somos incisivos nessas questões. Vamos, tranquilamente, tentar resolver e sempre cumprindo com aquilo que nos vem colocado.

Alexandre Kalil disse que vai ter uma conversa com o Cruzeiro, que terá um jogo com torcida também, nesta sexta-feira, 20 de agosto, contra o Confiança, pela Série B. A prosa com a Raposa é para evitar as mesmas cenas que aconteceram no jogo do Galo. O prefeito até ameaçou não permitir mais que haja jogos em BH se acontecerem nos mesmos moldes.

- Se foi evento teste como disseram, não passou no teste, não vai acontecer de novo se for nesse molde. O que me entristeceu diante da minha alegria toda de ontem foram aquelas cenas horrorosas, irresponsáveis, porque o prefeito faz parte da irresponsabilidade, não estou jogando no colo de ninguém, porque o prefeito burro é que aceitou que eles iam cumprir o compromisso que eles tinham com a prefeitura-concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos