Juventus x Barcelona: vingança italiana ou final perfeito após o milagre?

Os italianos queriam, e os deuses do futebol atenderam. Buffon só não queria pegar o Leicester, e Daniel Alves desejava enfrentar qualquer adversário nas quartas de final da Champions League, menos o seu amado ex-clube, mas Allegri e Bonucci queriam a vingança contra o Barça, enquanto Dybala acredita que a Juventus pode vencer qualquer adversário.

Não deu outra. O sorteio realizado na manhã desta sexta-feira (17) colocou frente a frente Juventus e Barcelona nas quartas de final da Champions League. Será a reedição da final de 2015, vencida pelo Barcelona, na temporada de estreia do MSN e de Luis Enrique. E também a repetição das quartas de final de 2002/03, que terminou com classificação italiana.

GFX Juventus-Barcellona

No entanto, obviamente, quem almeja vingança é a Juve, que possui um time bem diferente daquele de dois anos atrás, sem Pirlo, Pogba, Vidal e Tévez, mas que segue muito forte, com a manutenção de Buffon, Chiellini, Bonucci, Barzagli e uma forte defesa, e agora com Khedira muito bem no meio-campo, e com Pjanic, Dybala e Higuaín jogando demais.

Dona de uma hegemonia incrível na Itália, a Vecchia Signora caminha para o hexa da Serie A e é favorita para faturar o tri da Coppa Italia, mas também quer a Europa. O ataque é fortíssimo e o meio-campo excelente, mas o impressionante sistema defensivo segue chamando atenção, por mais que o grande destaque seja o talento de Dybala. Massimiliano Allegri faz um excelente trabalho, e a Juve tem a melhor defesa da Champions League, tendo sofrido apenas dois gols em oito partidas.

Do outro lado, porém, está o temido MSN e o melhor ataque da Champions League, com 26 gols em oito jogos. O Barça tem Messi, artilheiro da competição com 11 gols, em ótima temporada e super goleador, e Neymar, menos artilheiro, mas garçom, sendo o líder de assistências da UCL com oito passes para tentos, e muito decisivo, como provou contra o PSG.

Compare os números de Barcelona e Juventus na Champions League:

O Barça, que nas últimas duas temporadas conquistou o triplete e o doblete, luta pelo tri de La Liga e da Copa del Rey, e sonha em voltar a conquistar a Champions. Além disso, a confiança está nas alturas após o milagre épico contra o Paris Saint-Germain.

Nas quartas de final da competição pela incrível décima vez seguida, os Blaugranas parecem imparáveis, vivem nova fase após a mudança do esquema tático para o 3-4-3, e contam com o MSN em fase sensacional. No entanto, se é possível apontar um leve favoritismo do Barça, também pode-se afirmar que a Juve tem totais condições de parar os espanhóis.

Afinal, no duelo do MSN contra um BBC diferente, tudo pode acontecer. Também será muito interessante ver o reencontro de Daniel Alves, que ainda faz falta no Barcelona, com o ex-clube. O brasileiro será uma arma importante para os italianos pelos flancos. A Vecchia Signora tem talento o suficiente, possui um dos melhores times do mundo e condições de avançar às semifinais.