Juventus bate o Porto e se classifica para quartas da Champions

A Juventus recebeu o Porto nesta terça-feira no jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, atuando em sua casa, em Turim, e confirmou seu favoritismo em um cenário semelhante do jogo da ida, em Lisboa. Se no primeiro jogo o brasileiro Alex Telles foi expulso na primeira etapa e complicou a vida dos portugueses, desta vez, foi o uruguaio Maxi Pereira que viu o cartão vermelho e deixou a Velha Senhora em superioridade numérica para vencer por 1 a 0, com gol de Dybala, e confirmar vaga para as quartas de final.

No placar agregado, a Juve conseguiu aplicar 3 a 0 sobre o Porto, garantindo uma classificação sem maiores problemas, e agora aguarda sorteio para descobrir o seu próximo adversário no torneio continental.

O jogo – O duelo se desenhou equilibrado nos minutos iniciais do primeiro tempo, e só aos 22 a primeira chance de perigo da partida ocorreu, com Mandzukic cabeceando com perigo e obrigando o arqueiro Iker Casillas a realizar ótima intervenção.

A Juve seguiu mais ativa nas ações ofensivas do jogo, e por muito pouco não balançou a rede aos 27, com Dybalas, que chegou na pequena área para conferir cruzamento feito por Higuaín, mas não alcançou a bola por centímetros e perdeu preciosa chance.

Pouco antes do apito para o intervalo, no entanto, a Velha Senhora conseguiria o planejado. E com ajuda de Maxi Pereira, lateral rival, que impediu gol certo de Higuaín colocando a mão na bola. O juiz assinalou a penalidade e ainda expulsou o defensor do Porto pelo lance. Na cobrança, Dybala mandou com segurança no canto esquerdo de Casillas e inaugurou o marcador.

Mesmo com apenas dez jogadores em campo, o Porto não se deu por vencido e voltou para a etapa final determinado em recuperar sua situação desfavorável no placar. E por muito pouco não chegou a igualdade aos 4 minutos, com o brasileiro Francisco Soares, que venceu Benatia na velocidade e bateu cruzado na saída de Buffon, mas errou o alvo por muito pouco.

Os donos da casa, interessados em matar a partida o quanto antes, deram sua resposta. Aos 20, Higuaín ganhou espaço na área e bateu cruzado. A bola, mesmo sem muita força, assustou a meta de Casillas, passando rente a trave.

O Porto ainda assustaria com Diogo Jota, que escapou pela esquerda e tentou tocar por cobertura na saída de Buffon, mas sem sucesso. No restante do confronto, a Juve soube controlar as ações e brecar o ímpeto rival, administrando sua vitória até o soar do apito final.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUS X PORTO

Local: Juventus Stadium, em Turim (ITA)

Data: 14 de março de 2017, terça-feira

Horário: 16h45 (horário de Brasília)

Árbitro: Ovidiu Haţegan (Romênia)

Assistentes: Octavian Șovre e Sebastian Gheorghe (Romênia)

Cartões amarelos: Cuadrado (Juventus); Layún e André André (Porto)

Cartões vermelhos: Maxi Pereira (Porto)

GOLS:

JUVENTUS: Dybala (pênalti) aos 42 minutos do primeiro tempo.

 

JUVENTUS: Buffon; Daniel Alves, Bonucci, Benatia (Barzagli) e Alex Sandro; Khedira, Marchisio, Cuadrado (Pjaca), Dybala (Tomás Rincon) e Mandzukic; Higuaín

Técnico: Massimiliano Allegri

PORTO: Casillas; Maxi Pereira, Felipe, Marcano e Layún; Danilo Pereira, André André e Oliver Torres (Otávio); Brahimi (Diogo Jota), Soares e André Silva (Boly)

Técnico: Nuno Espírito Santo