Juventus 3 x 0 Barcelona: Dybala desequilibra e Juve abre ótima vantagem sobre o Barça

A Juventus derrotou o Barcelona em casa por 3 a 0 e abriu ótima vantagem no confronto de abertura das quartas de final pela Champions League. O trio MSN teve atuação apagada enquanto Dybala, com dois gols marcados, foi o destaque do jogo. Agora, o time catalão precisa vencer por no mínimo quatro gols para se classificar sem a necessidade de tempo extra.

Ninguém poderia esperar nada menos que um jogão para um Juventus e Barcelona, uma reedição da final da Liga de 2015, vencida pelos catalães. Fazendo valer o fator local no início da partida, a Velha Senhora foi para cima do time catalão e abriu o placar logo aos 6 minutos de bola rolando com o garoto Dybala. Sozinho na área, o argentino recebeu bom passe de Cuadrado, girou e bateu no canto de Ter Stegen.

O Barça foi obrigado e se soltar no jogo, porém, esbarrava forte marcação e movimentação da linha de defesa da Juve. E, aos 22 minutos, Mandzukic arrancou pela ponta esquerda e cruzou na medida para Dybala bater de primeira e mandar novamente no canto de Ter Stegen.  A esquadra de Luis Enrique foi obrigada a ir ainda mais para frente e ceder espaços para a de Allegri.

Com exceção de uma chegada de Iniesta, terminada em uma defesa de Buffon, o Barcelona tinha mais posse de bola mas não conseguia penetrar na área italiana. Messi e Suárez eram bem marcados, assim como Neymar, que quase não tinha espaços para seus dribles.

O time catalão começou a segunda etapa pressionando, mas a Juve tinha Gianluigi Buffon embaixo do arco. E aos 10 minutos, Chiellini ganhou de Mascherano após cobrança de escanteio e fez o terceiro da Velha Senhora. Mais velha que a própria Juve, só a estratégia italiana de chamar o adversário para o seu campo, dar espaços e matar o jogo nos contra-ataques.

E os comandados de Luis Enrique caíram nessa arapuca. Muita bola nos pés e pouca efetividade. A vitória italiana, além de justa, diz muito ao Barcelona para o jogo de volta no Camp Nou: a Juve não é PSG.