Juventus é Cristiano Ronaldo e só? Time vive dependência do atacante

Goal.com
Craque português tentará levar a Juve ao tão sonhado título da Champions League, mas vai precisar de mais ajuda de seus companheiros para isso
Craque português tentará levar a Juve ao tão sonhado título da Champions League, mas vai precisar de mais ajuda de seus companheiros para isso

Cristiano Ronaldo ficou de fora da partida contra o Brescia, no dia 16 de fevereiro, e Maurizio Sarri, treinador da Juventus, justificou a ausência do craque de 35 nos dizendo que ele tem que descansar e não pode jogar todos os jogos. Mas como a Juve gostaria que ele pudesse. 

É bem verdade que CR7 não iniciou bem a atual temporada, mas agora o português parece ter reencontrado o ritmo de sempre e seus gols estão sendo mais importantes do que nunca para seu clube.

Desde dezembro a Juventus marcou 38 gols em 17 partidas, e metade desses gols foram do cinco vezes melhor do mundo, mesmo não tendo atuado em duas dessas partidas. Além disso, Ronaldo também igualou o recorde de marcar pelo menos um gol em 11 rodadas seguidas, balançando as redes 16 vezes no total.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Que ele seja o responsável pela maioria dos gols de seu clube não é nenhuma surpresa. A Juve vem tentando aproveitar o máximo de um dos melhores finalizadores da história do futebol. O problema é que talvez o time de Turim não tenha um elenco de apoio que possa ajudar o português a chegar a seu sexto título de Champions League.

Na temporada passada os italiano só passaram das oitavas de final do torneio graças ao hat-trick de Ronaldo contra o Atlético de Madrid. Nas quartas de final, os dois gols marcados pela Velha Senhora foram dele, mas não foram suficientes para evitar a eliminação diante do Ajax. Nenhum outro jogador marcou pela Juve na fase eliminatória da competição. 

Sarri foi contratado para dar o título europeu ao time italiano, mas apesar de ter feito CR7 melhorar seu desempenho individual, o mesmo não pode ser dito sobre o jogo coletivo da equipe, principalmente no meio campo. Nenhum dos meias conseguiu atingir um nível consistente de jogo. Pjanic começou bem, mas viu seu desempenho cair consideravelmente e nenhum meia da equipe consegue marcar pelo menos 10 gols na mesma temporada desde Pogba, em 2015/2016.

Agora, nesta quarta-feira (26), a Velha Senhora vai encarar o Lyon pelo primeiro jogo das oitavas de final da Liga dos Campeões. E para que o craque português consiga levar a Juve ao tão sonhado título europeu ele precisa começar a receber mais ajuda de seus companheiros de equipe.

Leia também