Juventude surpreende como melhor gaúcho da Série A e modernização, mas ainda mantém pés no chão

·4 minuto de leitura


Se o acesso para a elite do futebol brasileiro já foi um grande feito para o Juventude, a campanha que vem sendo realizada no Brasileirão de 2021 também é digna de elogios. Entre os quatro clubes que conquistaram o acesso no ano passado, o Juventude é o que está melhor classificado. Além disso, o time de Caxias de Sul está à frente da dupla Gre-Nal. Neste domingo, a equipe de Caxias enfrenta justamente o Colorado, às 20h30, no Beira Rio.

Na 13ª posição da tabela, o Juventude já somou 13 pontos até a 11a rodada. Se para muitos a campanha até então é tratada como surpreendente, para o presidente do clube, Walter Dal Zotto, tudo é resultado do trabalho que foi estipulado tão logo o clube conseguiu uma das vagas para a primeira divisão.

'A pontuação está mais ou menos de acordo com o que vínhamos projetando. A gente sabe de uma pontuação e da quantidade mínima de vitórias que precisamos, mas não adianta fazer projeções agora. É jogo a jogo, conseguir o máximo de pontos possíveis para que o Juventude chegue ao final da competição seguro, pois sabemos que pressão cada vez aumenta mais', disse.

Em toda história, esta é a terceira edição que o Juventude participa da elite do futebol brasileiro. Em 2006, a melhor delas, o clube Jaconeiro terminou na 14ª posição, com 47 tentos. No ano seguinte, o Juventude amargou o rebaixamento e conquistou o retorno 13 anos depois, sob a gestão de Walter Dal Zotto.

'Esta temporada será uma das mais desafiadoras da história do clube, estamos trabalhando com responsabilidade financeira para conquistar bons resultados dentro de campo e alcançar nossos objetivos. Se o clube conseguir permanecer na primeira divisão, não iremos medir esforços para melhorar as questões estruturais', completa.

Neste ano, além do grande desempenho da equipe como um todo, o Juventude conta com uma grande revelação neste campeonato, o atacante Marcos Vinicios, o Sorriso, de apenas 20 anos. Apesar da pouca idade, Sorriso vem das categorias de base do Juventude e já acumula um bom desempenho com a camisa alviverde. Para o jovem atacante, o trabalho em equipe é o grande fator que faz a diferença.

'Fico muito feliz em poder estar vestindo a camisa do Juventude em uma série A de Brasileiro. O resultado até então é fruto de todo um trabalho que vem sendo feito pela diretoria e comissão técnica. Dá pra considerar que estamos vivendo um bom momento na competição e conseguido nos manter próximos da primeira parte da tabela, algo que nos gera confiança para aumentarmos o ritmo. Temos jogado de igual para igual com todos os adversários e as estratégias têm dado certo de um modo geral. De minha parte, espero continuar contribuindo e lutando muito para que a equipe consiga evoluir no desempenho e na tabela de classificação', comentou.

Modernização do Alfredo Jaconi é parte do processo de reconstrução

A boa campanha em campo caminha também com a gestão da atual diretoria e do presidente Walter Dal Zotto. Dentro de seu plano orçamentário, que é menor em relação aos times que já estavam na Série A, o clube investiu pesado para modernizar todo o estádio Alfredo Jaconi - muito em razão, também, da captação de patrocínios específicos como a gigante New Holland e a ProSocks.

Desde março deste ano, foram realizadas quatro fases de mudanças no processo de troca de gramado. Inicialmente, começou pela aeração e colocação de areia, passou pelo desenvolvimento que auxilia no crescimento das raízes, na drenagem superficial e no micronivelamento do terreno, até chegar ao plantio da nova grama.

A modernização no Alfredo Jaconi, inaugurado em 1975 durante as comemorações do centenário da Colonização Italiana no Rio Grande do Sul, foi além do gramado. Também neste ano, foi realizada uma das mais significativas reformas na casa Jaconera. Desde o local administrativo, com a mudança de móveis, decorações, iluminação, pintura, piso, até os lugares mais vistos pelo público, com novos refletores e cadeiras na arquibancada com assento rebatível por gravidade.

Com capacidade para receber 23.726 torcedores, o Alviverde também trocou o sistema de sonorização - com menos ruído e muito mais potência - e a iluminação do estádio. Outro detalhe que tem chamado atenção de profissionais é a nova zona mista. Ele tem o padrão das arenas de Copa do Mundo, com salas de imprensa revitalizadas para times local e visitante, com novos sistemas de sonorização e imagem.

No vestiário da arbitragem houve uma ampliação e a criação de uma área exclusiva para as mulheres. Desta forma, o Alfredo Jaconi foi modernizado e atenderá a todos com mais conforto, qualidade e eficiência.

Uma das últimas obras a ser realizada, e que vai melhorar muito a experiência do espectador quando o público voltar no Brasil, é o novo vidro do campo, que será instalado em breve no lugar dos antigos alambrados.

'Após a confirmação do acesso, entendemos que era necessário fazer algumas reformas estruturais no Alfredo Jaconi. Durante o Gauchão, trocamos todo o gramado, melhoramos a sonorização, reformamos os vestiários, investimentos na iluminação, sala de imprensa, e conseguimos desenvolver nosso estádio em diversos aspectos'.

'Nas arquibancadas, vamos substituir o alambrado por vidros na área social e trocamos parte das cadeiras. Em nosso planejamento, ainda iremos realizar uma série de mudanças para proporcionar mais conforto para quem for trabalhar ou assistir a uma partida no local', conclui o mandatário Walter Dal Zotto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos