Juventude conta com golaço de Cajá, vence Guarani e volta à Série A depois de 13 anos

Futebol Latino
·4 minuto de leitura


O Juventude foi até Campinas enfrentar o Guarani com o sonho do acesso, e conseguiu o feito depois de 13 anos ao vencer os rivais pelo placar mínimo no Brinco de Ouro. O Bugre deu pouco trabalho a equipe comandada por Pintado, que fez o golaço com Renato Cajá no primeiro tempo e soube administrar bem o resultado na etapa final. Pelos lados de Campinas, Felipe Conceição pode ter se despedido do Guarani com derrota.

Ao vencer por 1 a 0, o Juventude ainda conseguiu passar o Cuiabá na tabela ao empatar na pontuação (61 pontos cada), mas ser superior no saldo de gols e ter 10 positivos contra oito do Dourado. Com isso, o Juve é o último time a ser confirmado na Série A, que já tinha Chapecoense, América-MG e o próprio Cuiabá.

Os outros resultados também ajudaram o Juventude. O CSA empatou fora de casa contra o Náutico e o Avaí perdeu para o campeão América-MG.

SAAALVA, LUIS CARLOS!

Aos quatro minutos de jogo, Bidu mandou uma linda bola para Murilo Rangel. O meio-campista acha Wagnininho, que chutou e Luis Carlos fez o primeiro milagre na partida para salvar o Juventude.

SOBROU BRONCA...

O árbitro paralisou o jogo aos 20 minutos para ir até o banco do Guarani pedir para o técnico Felipe Conceição acalmar seu banco de reservas, pois só voltará ao local para expulsar alguém. O juiz mudou a direção na sequência e deu o mesmo recado para o Pintado.

RAPAZ, QUE GOLAÇO!

O jogo era tecnicamente fraco. No banco do Juventude, Pintado estava bravo com erros da sua equipe e principalmente com a falta de atitude dela. Mas foi aí que apareceu o experiente Renato Cajá para colocar um sorriso no rosto do professor.

Matheusinho pegou a bola e tocou no meio para Renato Cajá, que avançou e do meio da rua mandou um balaço para o gol. Gabriel, que não estava totalmente debaixo da meta, não conseguiu alcançar a bola.

CONFUSÃO NAS TRIBUNAS

Após o gol, as câmeras do SporTV flagraram uma confusão envolvendo profissionais de uma rádio do Rio Grande do Sul com possíveis funcionários do Guarani, que arremessaram copos de água no radialista que cobria o Juventude. As imagens mostraram o jornalista deixando a cabine.

Na sequência, o canal mostrou o radialista recolhendo os equipamentos do local.

GABRIEL BISPO TENTOU GOL QUE PELÉ NÃO FEZ, E TAMBÉM NÃO FEZ

O volante recebeu a bola no circulo central, passou da linha do meio-campo e chutou. A bola passou perto, mas caiu atrás do gol de Gabriel, que só acompanhou a bola.

JOGO VOLTOU MORNO NA ETAPA FINAL

Com a bola rolando no segundo tempo, o Guarani deu a entender que ia incomodar o Juventude com cinco minutos direto com lances no ataque do Bugre. Mas no decorrer da partida, o duelo ficou morno e com lances de pouco e nenhum perigo.

PAROU, PAROU... NÃO VALEU

Aos 16 minutos, Renato Cajá colocou um GPS na bola e encontrou a cabeça de Rafael Grampola, que ajeitou para Matheusinho completar para as redes. Mas o assistente assinalou o impedimento bem marcado.

DOIS MILAGRES DO GOLEIRO DO GUARANI

O zagueiro Augusto deu um lançamento na medida para Rogério, que ganhou na velocidade de Bidu e chutou de primeira. Gabriel com as pernas salvou e mandou para escanteio. Na cobrança, João Paulo cruzou e Emerson cabeceou, onde novamente apareceu Gabriel Mesquita para fazer milagre e salvar o Bugre.

PINTADO VAI À LOUCURA NA BEIRA DO GRAMADO

Ansioso para que o jogo acabe, a todo momento o técnico perguntava para o quarto árbitro quanto tempo faltava para acabar o jogo. Ao esbravejar, o treinador ainda levou amarelo.

FICHA TÉCNICA
GUARANI X JUVENTUDE- 38ª RODADA DO BRASILEIRO DA SÉRIE B
Estádio: Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)
Data: 29 de janeiro de 2021, às 21h30
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa-RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Gabriel Bispo e Capixaba (JUV)

GOLS: Renato Cajá, 30'/1ºT)

GUARANI (Técnico: Felipe Conceição)
Gabriel; Pablo, Romércio, Didi e Bidu; Deivid (Rickson, no intervalo), Murilo Rangel (Caio, aos 25'/2ºT) e Lucas Crispim (Rafael Costa, aos 34'/2ºT); Renanzinho (Matheus Ludke, no intervalo), Matheus Souza (Alan Leite, aos 35'/2ºT) e Waguininho.

JUVENTUDE (Técnico: Pintado)
Luis Carlos; Luis Ricardo, Augusto, Emerson e Eltinho (Hélder, aos 10'/2ºT); Gabriel Bispo, João Paulo e Renato Cajá (Gustavo Bochecha, aos 27'/2ºT); Matheusinho (Everton, aos 17'/2ºT), Rafael Grampola (Rogério, aos 18'/2ºT) e Capixaba (Igor, aos 27'/2ºT).