Justin Gaethje indica que pretende esperar por vencedor de Khabib vs Ferguson

Vindo de três vitórias consecutivas, todas por nocaute, Justin Gaethje está cada vez mais próximo de conseguir uma disputa pelo cinturão peso-leve (70 kg) do UFC. Porém, com os principais nomes da categoria indisponíveis para enfrentá-lo, o lutador encontra-se em um impasse. Encarar um atleta pior ranqueado e correr o risco de se afastar de uma chance pelo título em caso de derrota, ou aguardar pela sua oportunidade se mantendo inativo por um período consideravelmente longo? Ao que tudo indica, o americano escolherá a segunda alternativa.

Ao programa de rádio ‘The Luke Thomas Show’, Gaethje reafirmou seu desejo de lutar pelo cinturão dos leves e indicou que deve esperar pelo vencedor da disputa entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson, que duelam pelo título da categoria no dia 18 de abril, no Brooklyn, na cidade de Nova York (EUA). Outra opção para ‘The Highlight’, como é conhecido, seria encarar Conor McGregor em um duelo que poderia consolidá-lo como próximo desafiante, além de gerar um lucro financeiro considerável. No entanto, o irlandês já tem confronto marcado contra Donald Cerrone para o próximo dia 18 de janeiro, em Las Vegas (EUA).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Já Dustin Poirier, último a derrotar Gaethje e atual segundo colocado no ranking até 70 kg, se recupera de uma lesão no quadril e ficará afastado por alguns meses dos octógonos. Com esse cenário, o americano deve optar pela inatividade enquanto espera por seu ‘title shot’, ou, segundo o próprio, se preparar para substituir um dos atletas que disputarão o cinturão em caso de uma eventualidade.

“Eu entrei nisso por uma razão – lutar pelo título mundial. (…) Eu não estou ficando mais jovem, mas eu quero lutar pelo título mundial. Eu não vou ser um babaca, vou tomar decisões de negócios inteligentes de agora em diante. Eu sou o cara esperando por um title shot. Eu pego o vencedor da luta em abril (Khabib vs Ferguson) pelo que eu sei. Três nocautes na sequência. Não sei mais o que eu preciso fazer. Se tiver alguém no meu caminho, eu passo por eles. Mas eu não acho que exista, então o vencedor (da luta pelo título) é o mais provável”, declarou Justin Gaethje, antes de completar.

“Estou planejando talvez ficar preparado por volta (do dia 18 de abril) no caso de algo acontecer. Mas é muito difícil se levantar para um camp de treinamentos ou uma luta se você não tem um oponente. Então não sei se isso vai acontecer”, explicou.

Questionado se aceitaria ser oficialmente o substituto para a luta entre Khabib e Ferguson, caso algum imprevisto aconteça, Justin Gaethje deixou em aberto a possibilidade. No entanto, de acordo com o lutador, o UFC teria que bancar seus gastos com a preparação, mesmo que sua presença não seja necessária no octógono no dia 18 de abril.

“Se eles (UFC) cobrirem os custos do camp de treinamentos, então eu estou dentro. Eu preciso entrar em forma novamente de qualquer jeito, então não iria fazer mal. Financeiramente é um compromisso, especialmente para uma luta como essa. Eu quero lutar com Khabib. Eu tenho que lutar com Khabib. Se é assim que vai ser, eu só ficaria irritado comigo mesmo se eu não estivesse preparado para isso”, concluiu.

No plantel do UFC desde julho de 2017, Justin Gaethje possui quatro vitórias e duas derrotas no octógono mais famoso do planeta. De estilo agressivo, o peso-leve conquistou pelo menos uma premiação em cada um de seus combates pela entidade.

Leia também