Justiça paranaense pede prisão de Giba por dívida de pensão alimentícia

·1 minuto de leitura
Giba com a então esposa, Cristina Pirv, durante prêmio em 2010. Foto: Buda Mendes/LatinContent via Getty Images
Giba com a então esposa, Cristina Pirv, durante prêmio em 2010. Foto: Buda Mendes/LatinContent via Getty Images

A 7ª Vara de Família do estado do Paraná pediu a prisão do ex-jogador de vôlei Giba. O pedido é resultado da execução de um processo por pagamento de pensão alimentícia movido pela ex-mulher do jogador, Cristina Pirv. A informação é do site GE.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Giba deve valores de pensão no valor de R$ 300 mil relativa aos filhos Nicoll, de 16 anos e Patric, de 12 anos, frutos do relacionamento com a também ex-jogadora romena. Os filhos vivem com Pirv no país.

Leia também:

O jogador afirma não conseguir arcar com os valores acordados na época do acordo judicial, firmado enquanto ainda atuava nas quadras. Hoje embaixador do esporte pela federação internacional, ele já obteve de parecer favorável do ministério público pela redução dos valores, mas a execução do processo pelos valores devidos acabou determinada.

— Cansei de ficar quieto. São sete anos em que eu estou tomando porrada, em que ela procura a imprensa e expõe as crianças divulgando valores de processos que deveriam ser sigilosos. É inadmissível fazer isso com os nossos filhos. Se eu fosse um pai ruim, como ela diz, você acha que as crianças me ligariam todo dia, mandariam mensagem? — disse Giba ao GE.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos