Justiça nega recurso e mantém dívida de R$ 53 milhões do Botafogo com a Odebrecht

·1 minuto de leitura


O Botafogo teve uma importante derrota na Justiça. A juíza Juliana Leal de Melo, da 49ª Vara Cível do TJ do Rio negou recurso apresentado pelo clube e manteve uma dívida de R$ 53.362.122,00 do clube a favor da Odebrecht. A informação foi publicada primeiramente pelo "Jornal O Globo".

+ Treinador do Botafogo mostra indignação com gol não validado: 'Não precisa nem de VAR'

A Justiça havia aceitado o pedido da empresa em março desse ano, dando os números da dívida de acordo com dois possíveis empréstimos feitos pelo Botafogo no início da última década. O Alvinegro tentou recurso, mas não conseguiu sucesso.

Desta forma, a dívida continua homologada e o Botafogo tem este valor de impacto para lidar. Vale ressaltar que o próprio clube, em uma ação de forma independente desta de R$ 53 milhões, acusa a Odebrecht de irregularidades em uma gestão passada.

Vale lembrar que uma das condições colocadas pela Odebrecht no processo foi a penhora dos direitos econômicos do Botafogo relativos a Matheus Nascimento, Kauê e Jhonnata, três das maiores joias das categorias de base do clube, além de valores relativos a direitos de televisão.

A cobrança da Odebrecht é justificada pelo suposto empréstimo ao Botafogo na gestão do ex-presidente Maurício Assumpção, em 2013. A ação, no entanto, entrou somente em 2017 na 49ª Vara Cível do Tribunal do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos