Justiça extingue ação que pedia afastamento de Leco e presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo

LANCE!
·1 minuto de leitura


A Justiça optou em extinguir a ação cível movida pelo conselheiro Dênis Ormrod, que solicitava o afastamento de Leco, presidente do São Paulo, também de Marcelo Pupo, presidente do Conselho Deliberativo. Responsável pelo caso, a juíza Mônica de Cassia Thomaz Perez Reis Lobo alegou que a decisão precisa ser tomada com base no Estatuto Social do clube do Morumbi.

O pedido de afastamento estava baseado em uma suposta violação do Estatuto do São Paulo e também do cumprimento da lei do Profut, sob a argumentação de gestão temerária. A juíza entendeu que o caso não cabe ao sistema judiciário e, por isso, decidiu pela extinção do processo. O documento foi assinado na última sexta-feira e, portanto, não há o risco da atual gestão do São Paulo não encerrar seu mandato ao fim desta temporada. As informações são do UOL Esporte.

O conselheiro Dênis Ormrod ainda pode recorrer da decisão, mas por enquanto se responsabilizará pelos gastos do processo e honorários dos advogados envolvidos no caso. A soma a ser paga está na casa dos R$ 5 mil.