Justiça desportiva italiana confirma derrotas de Roma e Napoli

·1 minuto de leitura
A Roma foi punida por ter escalado o meia guineense Amadou Diawara contra o Hellas Verona no dia 19 de setembro de 2020
A Roma foi punida por ter escalado o meia guineense Amadou Diawara contra o Hellas Verona no dia 19 de setembro de 2020

A justiça desportiva italiana confirmou nesta terça-feira as derrotas de Roma e Napoli para Hellas Verona e Juventus, por diferentes infrações ao regulamento.

No caso da Roma, o comitê de apelação da Federação Italiana de Futebol (FIGC) considerou "infundado" o recurso do clube, que também admitiu ter cometido um erro, embora de boa fé.

No final de setembro, a justiça esportiva havia declarado que a Roma havia perdido (por 3 a 0) a partida que disputou contra o Verona, na qual colocou em campo um jogador que não estava inscrito.

Todos os jogadores com mais de 22 anos devem estar inscritos em uma lista de 25 atletas enviada no início da temporada aos órgãos dirigentes para poderem jogar na Serie A.

Mas a Roma escalou o meia guineense Amadou Diawara, que fez 23 anos no dia 17 de julho.

O Napoli, por outro lado, recebeu como sanção uma derrota por 3-0 e a retirada de um ponto na classificação, por não ter viajado a Turim para jogar contra a Juventus no dia 4 de outubro após a detecção de dois positivos para covid-19 no elenco napolitano.

A justiça desportiva considerou inexistente a "causa de força maior" que impediu os napolitanos de viajarem à capital piemontesa e considerou que a decisão do clube foi "uma escolha voluntária".

ljm/ebe/mcd/aam