Justiça bloqueia prêmio do Brasileiro conquistado pelo Atlético-MG para quitar dívida com André Cury

·1 min de leitura
A grana alvinegra pela conquista do título brasileiro não pode ser usada por enquanto-(Foto: Ricardo Rimoli / LANCEPRESS!)


A Justiça mandou bloquear parte do prêmio de R$ 33 milhões que o Atletico-MG levou após a conquista do Campeonato Brasileiro. O motivo do bloqueio é por uma dívida do Galo com o empresário de jogadores André Cury, credor e que move uma ação contra o clube.

Cury pediu a retenção para receber comissões pela contratação do atacante Franco Di Santo, que chegam a R$ 1,4 milhão. Mas o débito com o agente é maior, ultrapassando os R$ 52 milhões.

A decisão foi publicada nesta quarta-feira pelo juiz Carlos Goldman, da 39ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo. O magistrado determinou, inclusive, que a CBF seja intimada para recolher a quantia em conta judicial. O Atlético ainda não se pronunciou sobre o caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos