Justiça atualiza dívida e Willian Arão, do Flamengo, deve R$ 4,8 milhões ao Botafogo

·1 minuto de leitura


O processo do Botafogo envolvendo Willian Arão passou por uma atualização. A justiça determinou que o meio-campista do Flamengo deve R$ 4,8 milhões ao clube de General Severiano por ressarcimento por perdas e danos. A notícia foi dada primeiramente pelo "Canal do Mandy".

+ Ex-VP de comunicação critica Botafogo após vice: 'A gestão CEP só deu alegrias'

Internamente, o Botafogo esperava que o valor da dívida fosse bem maior. O valor inicial do processo, que corre desde 2019 na Justiça, era de R$ 4 milhões. A partir de juros e correção monetária, a expectativa por parte do Alvinegro era receber algo entre R$ 8 milhões.

O Botafogo processou Willian Arão porque em 2016, após o jogador ter passado a temporada por empréstimo no clube, o Alvinegro depositou R$ 400 mil para exercer uma opção de compra que estava prevista no contrato. O jogador, contudo, "devolveu" o dinheiro ao Glorioso e fechou com o Flamengo dias depois.

O Alvinegro colocou o jogador na Justiça e teve o direito a indenização. A Justiça abriu a possibilidade de execução de dívida - depende de verba ou penhora de bens no nome do jogador - ou um acordo direto com Willian Arão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos