Justiça absolve acusados de agressão a torcedor do Fluminense; família vai recorrer da sentença

LANCE!
·1 minuto de leitura


Em julgamento realizado nesta quinta-feira, na 4ª Vara Criminal, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiu por absolver os três acusados de agredirem o torcedor do Fluminense Pedro Scudi. O trio estava preso preventivamente e fazia parte de uma torcida organizada do Vasco.

Eles foram denunciados por tentativa de homicídio triplamente qualificado, associação criminosa e promoção de tumulto em eventos esportivos. Um alvará de soltura também foi expedido.

>>> Confira a tabela do Campeonato Carioca

A família de Scudi vai recorrer, segundo informações do UOL. De acordo com a sentença, a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) apresentou insuficiência de provas para autoria dos supostos crimes. O tricolor foi agredido com barras de ferro e ficou em coma induzido - foram 157 dias internados.

O caso aconteceu em fevereiro de 2017, após uma partida do Fluminense em Xerém contra a Portuguesa-RJ. Conforme a denúncia do MPRJ, os acusados estavam em um carro e tentaram interceptar outros torcedores do Fluminense. Porém, como não conseguiram, avistaram Scudi em um ponto de ônibus sozinho e iniciaram o ataque.


O twitter oficial da Bravo 52, organizada do Fluminense, se manifestou sobre o caso após a decisão da justiça. "Brasil, o país da impunidade (...) A Bravo 52 não desistirá e lutará até o final", cita um dos trechos da publicação.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.