Junior Barranquilla faz proposta ao Palmeiras e se anima para ter Borja

Thiago Ferri
LANCE!
Borja está negociando sua transferência para o Junior Barranquilla, da Colômbia (Foto: Cesar Greco)
Borja está negociando sua transferência para o Junior Barranquilla, da Colômbia (Foto: Cesar Greco)


Antes em conversas adiantadas com o Olimpia (PAR), Borja agora se vê perto de realizar o sonho de jogar pelo Junior Barranquilla (COL). O atacante deu preferência ao time colombiano, que enviou uma proposta de empréstimo ao Palmeiras no sábado e agora aguarda uma resposta. Com o atleta, o acordo não será um problema.

Isto porque, ainda que a proposta financeira não seja tão vantajosa quanto a do Olimpia, Borja escolheu o Junior. Ele é torcedor do clube de Barranquilla e sempre que possível fala na intenção de jogar pela equipe, que disputará a Libertadores de 2020.

As conversas com os paraguaios se arrastaram, e pessoas ligadas ao camisa 9 veem o clube de Barranquilla como a única opção no momento. O que resta é definir os detalhes para a cláusula obrigatória de compra, a partir de metas atingidas por Borja no Junior.

O centroavante é a contratação mais cara da história do Palmeiras: em 2017, o clube adquiriu 70% dos direitos econômicos de Borja por 10,5 milhões de dólares (R$ 32,5 milhões). Como não o negociou até o meio deste ano, o Verdão teria de comprar os 30% restantes do Atlético Nacional por 3 milhões de dólares (R$ 12 milhões). O pagamento ainda não foi feito, e o Nacional ameaça ir à Fifa para cobrar a quantia.

O Palmeiras dificilmente irá recuperar todo o investimento, mas entende que o ciclo de Borja se encerrou - o jogador adotou discurso semelhante na semana passada. Emprestá-lo com a obrigação de compra é uma forma de amenizar o prejuízo. A contratação foi feita com verba da Crefisa, que deverá receber a quantia investida em até dois anos após o fim do vínculo do centroavante.

Borja tem contrato com o Verdão até o fim de 2021. Sua melhor temporada foi a de 2018, em que fez 20 de seus 36 gols pelo clube e terminou como artilheiro tanto da Libertadores quanto do Paulista. Foram mais dez gols em 2017 e outros seis em 2019, quando chegou a ser a quarta opção no ataque.

Além dele, Luiz Adriano e Deyverson são os outros centroavantes do elenco palmeirense. O primeiro está garantido na temporada de 2020, enquanto o segundo é um dos jogadores que podem ser negociados nesta janela.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também