Juninho Pernambucano relembra passagem pelo futebol do Qatar: 'Fui muito bem pago'

Juninho Pernambucano durante transmissão de jogo da Seleção Brasileira (Foto:Reprodução / Youtube)


Comentarista nas transmissões da Copa do Mundo na 'CazéTV', Juninho Pernambucano comentou sobre sua experiência no Qatar quando era jogador do Al-Gharafa. O ex-jogador explicou como é o processo para comprar bebida alcoólica no país.


- Eu morei dois anos lá no Qatar, de 2009 até 2011. Muito diferente do que é hoje, são novos estádios. O futebol tava começando a ser profissional, a partir de 2010 os jogadores locais passaram a ter contrato, antes era só estrangeiros. Em termos de organização, sobre a bebida alcólica, lá na verdade você pode comprar, mas tem que pedir autorização ao seu empregador.

+ Acompanhe em tempo real Qatar x Equador


- No meu caso eu jogava no Al-Gharafa, alguém tinha que me autorizar oficialmente e me davam um papel. Com esse papel eu ia numa loja tipo Free Shop e tem um limite de 6.000 riais pra gastar - explicou.

Juninho falou sobre as vendas de bebida alcoólica no Qatar e afirmou que, apesar de ser muito bem pago pra morar lá e ter sido bem recebido no país, não concorda com as restrições do país.

+ Corinthians anuncia Fernando Lázaro como novo treinador


- Acho que esse lance de bebida alcoólica é o único problemas que eles podem enfrentar. É um país com cultura totalmente diferente da nossa. Fui muito bem pago pra morar lá, mas também não posso negar que sou a favor dos direitos humanos - completou Juninho.