Juninho Pernambucano dispara contra novo treinador de Cristiano Ronaldo: 'Maior mau-caráter que conheci'


Ex-dirigente do Lyon, o brasileiro Juninho Pernambucano comentou sobre a transferência de Cristiano Ronaldo para o Al-Nassr, da Arábia Saudita, e também sobre o treinador do clube do Oriente Médio, Rudi Garcia. Desafeto do comandante francês, o ídolo do Vasco não poupou críticas ao profissional.

- Realmente pensei muito em falar sobre esse cidadão, pois só ao falar o nome dele já sentimos uma pequena falta de energia. Mas como o jogador é o Cristiano Ronaldo, que admiro e respeito demais, resolvi responder. A minha experiência com o Rudi Garcia foi péssima. É o maior mau-caráter que conheci em toda a carreira no futebol. Não sabe liderar nada. Lidera pelo medo que impõe nos outros. Só respeita pessoas que têm poder ou de quem ele possa tirar algum proveito na relação - declarou Juninho ao portal "Maisfutebol", de Portugal.

+ Veja a tabela e os jogos da Champions League


Juninho disse ainda o que esperar da gestão de Rudi Garcia junto com Cristiano Ronaldo e afirmou que o treinador vai se aproveitar da situação para se promover.

- Em relação a CR7, ele não ousará fazer nada que atrapalhe, pelo contrário, até servirá o café da manhã para ele se for preciso. Ele vai tentar ser amigo do Cristiano, ser íntimo e fará tudo para isso. Será um sonho para ele ser amigo do Cristiano Ronaldo. Para Rudi Garcia não importa o sucesso da equipe, a harmonia do vestiário. Importa que ele seja o centro das atenções, mesmo que seja na crise. Mas como todos os seres humanos altamente frios, ele reconhece os maiores que ele e tenta tirar proveito disso. Cristiano Ronaldo é um dos maiores da história do futebol, uma lenda, e Rudi sabe disso - seguiu o brasileiro.

+ Messi, Benzema… Veja nomes do futebol europeu que já podem assinar com outro clube

Cristiano Ronaldo - Al-Nassr
Cristiano Ronaldo - Al-Nassr

Cristiano Ronaldo foi apresentado ao lado de Rudi Garcia (Foto: Divulgação / Al-Nassr)

Rudi Garcia chegou ao Lyon em outubro de 2019, três meses após Juninho assumir como diretor do clube. O clima entre os dois, porém, não era dos melhores, e o francês foi demitido em maio de 2021, após não classificar os Gones para a Champions League. O treinador assumiu o Al-Nassr em julho de 2022.