Jungle Fight 98 consagra Carlos 'Monstro' como novo campeão do peso-pesado

Jungle Fight 98 consagra Carlos 'Monstro' como novo campeão do peso-pesado
Jungle Fight 98 consagra Carlos 'Monstro' como novo campeão do peso-pesado

No último sábado (23), aconteceu o Jungle Fight 98, que foi sediado em Belo Horizonte, Minas Gerais. O evento consagrou Carlos ‘Monstro’ como novo campeão dos pesos-pesados da organização, na luta principal da noite, após um nocaute ainda no primeiro round sobre Fernando ‘Negão’. A próxima edição do show será realizada já no próximo dia 30 de novembro, dessa vez no Rio de Janeiro.

O duelo começou com os dois lutadores se estudando e não querendo arriscar tudo logo no início. Porém, Carlos ‘Monstro’ foi mais rápido, achou a distância e conectou um direto que levou seu oponente ao chão. Com seu adversário na lona, o atleta foi com tudo para cima e trabalhou no ground and pound até a interrupção do árbitro.

O co-main event da noite não teve nocaute, mas foi uma grande luta com bastante técnica dos dois lutadores.  Eduardo ‘Neymar’ Diniz e Fernando ‘Ben 10’ mostraram ao público que não queriam sair derrotados de maneira algum e lutaram até o fim, com todas suas armas para conseguir o triunfo. Mas Fernando levou a melhor, por ser mais ofensivo no segundo e terceiro rounds e foi declarado vencedor por decisão unânime dos juízes.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Após o show, o presidente da franquia, Wallid Ismail não escondeu a empolgação por mais um evento de sucesso. O mandatário fez questão de agradecer o carinho do povo mineiro.

“É sempre bom estar em Belo Horizonte. Aqui o público é muito fã do MMA, sempre temos casa cheia e muitos lutadores locais podem mostrar o seu talento. Em 2020 vamos voltar para fazer vários um show”, disse.

Confira abaixo os resultados completos:

Carlos ”Monstro” André venceu Fernando “Negão” Batista por nocaute a 1min46s do 1R ;
Fernando “Ben 10” Lourenço de Almeida venceu Eduardo “Neymar” Diniz por decisão unânime dos juízes;
André “Dedé” Ricardo finalizou Caio Cocão na guilhotina aos 2min45s do 2R;
Marcelo “Guará” Guarilha venceu Geovani “Kamikase” Chieppe por nocaute técnico aos 2min do 2R;
Nayara Maia venceu Tayná Lamounier por decisão unânime dos juízes;
Deberson “The Prince” venceu Emerson Rios por nocaute aos 2min34s do 2R;
Marcos César Assunção venceu Ronaldo Saminez da Paz por finalização na chave de braço a 1min56s do 1R;
Marcos “Tchaco” Almeida venceu Wallace Portela Lordy por finalização no mata-leão a 1min34s do 1R;
Iure Leite de Freitas “Samurai” venceu Leandro Camargos por decisão dividida dos juízes;
Warley “Mão de Pedra” venceu Milton Pantera por nocaute técnico aos 4min13s do 1R;
Luiz “Caipira” venceu Haroldo Iron Man por finalização no mata-leão a 1min50s do 1R;
Heider Caetano venceu Alex Oliveura por finalização com um triângulo de mão a 1min58s do 2R;
Douglas Rakchal venceu Tulio Marcos Viana por nocaute aos 4min33s do 1R;
Ricardo Pinho venceu Maique Henrique Vilaça por finalização com uma chave de braço a 2mins20s do 1R;
Daniel Henrique venceu André Talibam por decisão unânime dos juízes;
Jean Felipe Tapurú venceu Victor Estevão por decisão unânime dos juízes.

Leia também