Julyana da Silva conquista o bronze no lançamento de disco nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

·1 minuto de leitura


O Brasil continua fazendo bonito no atletismo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Nesta sexta-feira, após a medalha de prata de Thalita Simplicio nos 400m rasos, foi a vez de Julyana da Silva conquistar o bronze no lançamento de disco F56. A brasileira assegurou o lugar no pódio com a marca de 30m49.

+ Silvânia Costa brilha e conquista o bicampeonato paralímpico no salto em distância T11

Além da marca que deu o bronze à brasileira, Julyana também lançou para 30m36, 30m28, 29m41, 28m66 e 29m63. A medalha de ouro ficou com Mokhigul Khamdamova, do Uzbequistão, enquanto Nassima Saifi, da Argelia, conquistou a prata. Outra brasileira da prova, Tuany Siqueira ficou na 11ª posição, com 21m30.

+ Yeltsin Jacques conquista primeiro ouro no atletismo para o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

Nas outras provas do atletismo desta sexta-feira, o Brasil não teve tanta sorte. Nos 5.000m, classe T54, para atletas com deficência nos membros inferiores, Vanessa Cristina ficou na oitava colocação. Nos 100m T38 masculino, para atletas andantes com sequelas de paralisia cerebral, Edson Pinheiro não passou das eliminatórias.

Nos 400m T11, para atletas com deficiência visual, Daniel Mendes, dono do recorde mundial, foi desclassificado após a corda do guia do atleta arrebentar perto da linha de chegada. O brasileiro havia cruzado na segunda posição. Na mesma prova, Felipe Gomes não passou das eliminatórias com o tempo de 53s58.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos