Julio se coloca à disposição para jogar na zaga de novo e aprova atuação

Hugo Mirandela
Volante paraguaio diz que sentimento é de deve cumprido em ajudar o Vasco na vitória por 1 a 0 contra o Boavista, na última quinta-feira, improvisado na defesa

Com o desfalque de Jomar de última hora para a partida contra o Boavista, Julio dos Santos teve que ser improvisado na zaga ao lado de Rafael Marques e não decepcionou. Com os problemas entre os zagueiro cruz-maltinos, o volante paraguaio se colocou à disposição do técnico Milton Mendes para atuar mais uma vez no setor caso seja preciso.

- Eu estou à disposição do treinador na posição que ele precisar. Nesses anos todos já joguei em diversas posições. Estou disponível para o que venha a acontecer - disse o volante em coletiva após o treino desta sexta-feira.

Julio fez uma avaliação da sua atuação na zaga e disse que o sentimento é de dever cumprido, porque conseguiu ajudar a equipe na vitória. Ele contou que já estava treinando no setor há algum tempo por conta dos problemas entre os defensores do clube, como as lesões de Luan e Rodrigo.

- Foi muito boa. Fico muito feliz de ter dado tudo certo, de o time ter ido bem e conseguido os três pontos. Já estava treinando há um bom tempo porque alguns jogadores se machucaram nessa posição. Também eu quase entrei contra o Flamengo. Para mim, o sentimento é de dever cumprido porque o time precisou e eu pude ajudar. Fico feliz que deu tudo certo - avaliou, destacando que os companheiros ajudaram durante o jogo.

- No treino é diferente, claro. Os jogadores do meu lado me ajudaram muito. Para mim não foi tão difícil atuar, pois temos atletas de qualidade no elenco - completou.

O paraguaio chegou ao Vasco no início de 2015 com a fama de ter sido o artilheiro da Libertadores do ano anterior. No entanto, ele ainda não fez nenhum gol pelo Cruz-Maltino. Segundo ele, isso não é um fato que ele causa preocupação.

- Não me preocupo muito com isso. Cheguei aqui como artilheiro, mas tenho outros objetivos além de marcar gols. Quero ajudar o time seja onde for - disse, elogiando a evolução do Vasco.

- A gente está evoluindo, isso é o mais importante. No jogo contra o Boavista o time poderia ter marcado mais dois ou três gols, mas o resultado foi feito. O pessoal que está chegando está entrando em forma, quase todo mundo já está no mesmo nível.














E MAIS: