Julgamento de Bruno Silva, que seria nesta quarta-feira, acaba adiado

Volante do Botafogo foi enquadrado no artigo 258 do CBJD por assumir conduta contrária à disciplina na estreia do Brasileirão. Ele foi julgado pelo mesmo ato após final da Taça Rio

O volante Bruno Silva não será mais julgado nesta quarta-feira por conta da sua expulsão no clássico contra o Vasco, duas semanas atrás. O TJD-RJ deferiu o pedido de adiamento formulado pelo Botafogo e o caso passou, assim, para a próxima pauta da 3ª Comissão, que ainda não tem data específica para ocorrer.

Um dos motivos do pedido do clube foi o jogo no mesmo dia, diante do Sport, às 21h45, no Estádio Nilton Santos. Bruno Silva estaria na concentração com o restante do elenco e não poderia comparecer ao julgamento. Agora adiado, o volante fica disponível pelo menos para o jogo de estreia da Copa do Brasil.

Lembrando que o atleta foi denunciado por bolada no no árbitro Bruno Arleu de Araújo, sendo enquadrado no parágrafo 3 do artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O item prevê suspensão mínima de 180 dias. Bruno Silva responderá por agressão e corre risco de suspensão longa.



E MAIS: