Juiz nega pedido de fiança para suspeito do desaparecimento da enteada de lutador do UFC

Juiz nega pedido de fiança para suspeito do desaparecimento da enteada de lutador do UFC
Juiz nega pedido de fiança para suspeito do desaparecimento da enteada de lutador do UFC

Um novo capítulo da saga do desaparecimento de Aniah Blanchard, enteada de Walt Harris – peso-pesado do UFC – veio à tona nesta quarta-feira (20). Ibraheem Yazeed, o principal suspeito acusado de sequestrar a jovem, apareceu no tribunal do Alabama para uma audiência preliminar sobre o caso.

Na audiência, o juiz Russell Bush ordenou que Yazeed se submetesse a testes de DNA após evidências descobrirem que um homem estava no Honda CR-V 2017 – veículo da vítima – recuperado. A equipe de investigação também descobriu sangue no veículo e um “indicativo de alguém sofrendo uma lesão com risco de vida”. Ainda perante o tribunal, o juiz do caso também negou um pedido de fiança.

Portanto, ao menos por ora, Yazeed permanecerá na prisão. E, de acordo com o site ‘WVTM’, uma testemunha alegou durante a audiência desta quarta-feira que viu Ibraheem levando Aniah a força contra sua vontade. Ainda de acordo com o portal, o homem não havia denunciado o que presenciou antes porque sua esposa haveria dito para ele “ficar de fora disto”.

Blanchard é considerada desaparecida desde o dia 24 de outubro. Desde então, Walt Harris e sua família têm utilizado suas redes sociais em busca de informações que ajudem a solucionar o caso e pôr um fim no sumiço da jovem. Nesse meio tempo, o peso-pesado, abalado com o estado de sua enteada, desistiu do combate contra Alistair Overeem, inicialmente agendado para o próximo dia 7 de dezembro, na luta principal do UFC Washington. Jairzinho Rozenstruik foi escalado em seu lugar.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também