Juiz faz ‘lambança’ e jogador do Vasco pode enfrentar Boavista mesmo com 3 cartões acumulados

Qualquer jogador que receba três cartões amarelos no Campeonato Carioca, recebe um jogo de suspensão. Mas o Vasco conta com um atleta em seu quadro que foi ‘amarelado’ três vezes e poderá entrar em campo nesta quinta-feira (30), contra o Boavista. Mas não é nenhuma ‘boa vontade’ a favor do Gigante da Colina, e sim uma grande confusão feita no registro das marcações feitas pelos árbitros.

O pivô da confusão é o zagueiro Jomar, que está relacionado para a partida desta quinta. O defensor recebeu o cartão amarelo no empate em 2 a 2 com o Macaé, no jogo seguinte do estadual voltou a ser advertido no clássico contra o Botafogo e no último domingo (26), contra o Flamengo, recebeu pela terceira vez a advertência.

A confusão toda, revelada pelo SporTV, aconteceu no embate contra o Botafogo. Naquela partida Jomar recebeu o cartão após entrada dura em Airton, mas o árbitro Grazianni Maciel Rocha anotou a advertência no nome do zagueiro Rafael Marques. O motivo para o erro do árbitro talvez tenha sido a numeração das camisas, uma vez que Jomar costuma usar a camisa 4 e naquele dia 19 usava a o número 3 (justamente o que Rafael costuma vestir quando é titular).

Sumula Vasco Botafogo Jomar Rafael Marques erro 30 03 2017

No detalhe, a súmula do jogo entre Vasco e Botafogo e o nome de Rafael Marques (Foto: Reprodução/FFERJ)

Jomar Camilo Vasco Botafogo Carioca 30 03 2017

Jomar, que recebeu o amarelo no clássico, vestiu o nº 3 (Foto: Satiro Sodré/SSPress/Botafogo)

Como o que importa é o que está na súmula, Jomar pode entrar em campo nesta quinta-feira, às 21h30. A confusão toda levanta três questões dentro do campeonato: sobre a qualidade dos árbitros, a organização burocrática do certame e a implementação de uma numeração fixa – como acontece em competições continentais da América do Sul.