Judoca brasileira naturalizada portuguesa sofre ataques racistas

LANCE!
·1 minuto de leitura


A judoca brasileira naturalizada portuguesa Rochele Nunes foi alvo de ataques racistas nas redes sociais, no último domingo. Depois de ficar na quinta posição no Grand Slam de Budapeste, na Hungria, a atleta recebeu uma mensagem privada no Instagram de cunho racista.

– Foi para a Europa, mas devia ir para o inferno, macaca de merda – dizia o comentário

A atleta decidiu tornar a mensagem pública e se manifestou:

–Sobre os haters, duas amigas que eu gosto muito me disseram que tudo o que eles querem e atenção e fama, algo que não vou dar além de um bom processo⚖️ RACISTAS NÃO PASSARÃO 🔥 O nosso foco é muito maior que isso ! - postou Rochele no Instagram.

A atleta recebeu apoio de colegas de profissão e fãs. A também judoca Ketleyn Quadros postou um vídeo em que elogiava a amiga

– Chelaoo você é Gigante!!! Brilha Lindeza! Você é muito amada!!! Quero reforçar que não dá para tolerar esse o tipo de comportamento que é ser racista. Chega, basta! É por isso que devemos, sim, ser antirracista! É inaceitável, não existe espaço para tamanha insensatez – afirmou Ketleyn.

Rochele Nunes passou defender Portugal e deixou de dividir o protagonismo do peso pesado no Brasil com as colegas Beatriz Souza e Maria Suelen. Pelo país europeu, está próxima de conquistar a vaga olímpica.

A atleta de 31 anos está em 11º no ranking mundial da categoria pesado. As 18 primeiras na classificação garantem um lugar nos Jogos. A definição se dará em maio.