Judô: Brasil fica sem medalha no segundo dia de Grand Slam em Osaka

Judô tem baixo rendimento no segundo dia em Osaka (Foto: Divulgação / Gabriela Sabau/ IJF)
Judô tem baixo rendimento no segundo dia em Osaka (Foto: Divulgação / Gabriela Sabau/ IJF)


Apesar do esforço, o segundo dia de Grand Slam para o Brasil não foi nada favorável. Neste sábado, a equipe não faturou nenhuma medalha na competição, em Osaka, no Japão. Leandro Guilheiro e Maria Portela foram eliminados nas oitavas de final, enquanto Victor Penalber perdeu na segunda rodada, e Eduardo Katsuhiro caiu na luta de estreia.

O experiente Leandro Guilheiro, de 36 anos, foi o único brasileiro a ganhar duas lutas neste sábado no Grand Slam de Osaka. Na estreia, ele derrotou Adrian Gandia, de Porto Rico, com um wazari. Na segunda rodada, bateu Vladimir Zoloev, do Quirguistão após aplicar o ippon. Nas oitavas, o brasileiro foi vítima das punições e foi derrotado pelo russo Abas Azivov.

Além dele, Maria Portela também parou nas oitavas de final. Em luta equilibrada, ela perdeu para a italiana Alice Bellandi, que aplicou um ippon e a tirou da competição.

Victor Penalber não conseguiu passar da segunda rodada do Grand Slam de Osaka. O brasileiro perdeu para o holandês Frank De Wit. E o único brasileiro a ser eliminado na primeira luta, foi Eduardo Katsuhiro, que perdeu para o russo Evgenii Prokopchui.

Ainda sem medalhas no Grand Slam de Osaka, o Brasil encerra sua participação neste domingo com a participação de seis judocas: Mayra Aguiar (78kg), Beatriz Souza (+78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e Rafael Silva (+100kg).









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também