Judô: Brasil conquista cinco medalhas no Grand Prix de Tbilisi

O Brasil faturou medalhas em todas as categorias em disputa no primeiro dia do Grand Prix de Tbilisi (Geórgia). Foram cinco, sendo uma de ouro, duas de prata e duas de bronze. O destaque brasileiro foi, mais uma vez, Stefannie Koyama (48kg) que derrotou a ucraniana Maryna Cherniak na decisão por waza-ari e conquistou seu segundo ouro consecutivo em eventos do Circuito Mundial. Há três semanas, Koyama foi campeã do Grand Slam de Baku. Érika Miranda (52kg) e Rafaela Silva (57kg) também chegaram à decisão de suas categorias e ficaram com a prata. Phelipe Pelim (60kg) e Charles Chibana (66kg) conquistaram o bronze.

- Estou muito feliz em ter conquistado meu segundo ouro na terceira competição pela seleção brasileira. Obrigado a todos que torceram - disse Stefannie.

Para chegar à final, ela precisou fazer três lutas. Estreou com ippon sobre a britânica Kimberley Renicks. Depois passou pela francesa Melanie Clement por waza-ari e, na semifinal, conseguiu o ippon contra Taciana Cesar, brasileira que defende as cores da Guiné-Bissau. Na decisão, nova vitória por waza-ari contra Cherniak.

O Brasil esteve ainda em outras duas finais com Érika Miranda (52kg) e Rafaela Silva (57kg). A meio-leve passou por Chelsie Giles, da Grã Bretanha, por waza-ari e por Charline Van Snick, da Bélgica, no golden score depois de uma punição. Na decisão, acabou derrotada pela francesa Amandine Buchard por waza-ari e ficou com a prata.

Mesmo desempenho da campeã olímpica, Rafaela Silva, que venceu Khulan Tseregbaatar, da Mongólia, por dois waza-aris, e Natalia Golomidova, da Rússia, na semifinal por uma punição da adversária no golden score. Na decisão, acabou sofrendo uma chave de braço da russa Irina Zabludina e terminou na segunda colocação.

Um dos bronzes do dia veio com Phelipe Pelim (60kg) que se recuperou da derrota para Albert Oguzov, venceu Mehman Sadigov (AZE), na repescagem, e Mukhriddin Tilovov (UZB) na disputa de terceiro lugar para chegar ao pódio.

O outro bronze veio com Charles Chibana (66kg). Ele chegou até a semifinal depois de vencer Strahinja Bucic (SRB), Shalva Gazashvili (GEO) e Sergiu Oleinic (POR), mas acabou derrotado por Lasha Giunashvili (GEO). Na disputa de bronze, venceu Matej Poliak (SVK) por ippon. Nessa mesma categoria, Daniel Cargnin caiu nas oitavas de final e não chegou à disputa por medalhas. Confira as súmulas nos arquivos ao final do texto.

O Brasil terá mais quatro judocas em ação no Grand Prix de Tbilisi neste sábado: Victor Penalber (81kg), Mariana Silva (63kg), Yanka Pascoalino (63kg) e Maria Portela (70kg). No domingo, Gustavo Assis (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Luciano Corrêa (100kg), David Moura (+100kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg) encerram a participação brasileira na Geórgia.













E MAIS: