Judô: Alana Maldonado conquista medalha de ouro e Meg Emmerich fica com o bronze nas Paralimpíadas


O Brasil conquistou duas medalhas no judô nos Jogos Paralímpicos de Tóquio na madrugada deste domingo. Prata na Rio 2016, Alana Maldonado conquistou a medalha de ouro e se tornou a primeira campeã paralímpica brasileira da modalidade na história. Na final da categoria até 70kg, a judoca venceu Ina Kaldani, da Geórgia por um waza-ari. Antes, a atleta já havia derrotado outras duas adversárias por ippon.

+ Gabriel Bandeira bate recorde mundial, e Brasil conquista o bronze no revezamento 4x100m

- Não caiu a ficha ainda. Eu queria fazer história, conquistar o primeiro ouro do judô feminino, como foi no Mundial, ser a primeira atleta paralímpica campeã mundial... Eu só tenho a agradecer a Deus, a minha família, meus amigos e a toda comissão técnica que estiveram junto comigo para realizar esse sonho. É único. Primeiro o Rio, em casa, e agora ser campeã paralímpica na terra do judô realizando meu sonho aqui. Não tenho palavras para explorar o que estou sentindo agora - disse Alana ao 'SporTV'.

+ Judoca Lúcia Araújo conquista o bronze nas Paralimpíadas de Tóquio

Quem também fez bonito no judô paralímpico foi Meg Emmerich, da categoria acima de 70kg. Após vencer na estreia e cair nas quartas de final, a brasileira conquistou a medalha de bronze ao bater Altantsetseg, da Mongólia, por ippon. Outros dois judocas brasileiros bateram na trave na disputa pelo bronze. Na disputa de terceiro lugar, Arthur Cavalcante, da categoria até 90kg e Antonio Tenório, até 100kg, acabaram derrotados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos