Jucilei não crê em derrota corintiana para prejudicar Tricolor nas quartas

Há quatro partidas sem vencer no Campeonato Paulista, o São Paulo tenta terminar a primeira fase como líder de seu grupo para fazer o jogo de volta das quartas de final no Morumbi. Para isso, além de somar pontos em São Bernardo, nesta quarta-feira, o Tricolor precisa de um tropeço do Linense, futuro adversário no mata-mata do torneio, diante do Corinthians, em Itaquera.

Questionado sobre uma suposta “armação”, Jucilei não acredita que o Corinthians, clube no qual despontou para o futebol, perderia de propósito para não deixar o São Paulo realizar o jogo de volta das quartas em casa. No momento, Tricolor e Linense somam 17 pontos no Grupo B, mas o time do interior lidera por ter uma vitória a mais (5 a 4).

“Eu não faria isso. Eu sou profissional, entraria para fazer um bom jogo, entro sempre para ganhar independente se vai ajudar ou não. Dependo do bom jogo, então eu tenho que ir bem, ainda mais no São Paulo que é clube grande. Eu tenho sempre que fazer um bom jogo para ficar entre os titulares”, afirmou o volante, em entrevista coletiva, nesta terça-feira.

Titular no empate por 1 a 1 no Majestoso, Jucilei fez mistério sobre a escalação para o duelo desta quarta-feira e não indicou se o técnico Rogério Ceni mandará a campo uma formação alternativa, pensando já no jogo de ida das quartas de final, neste domingo. Nesta terça, o comandante tricolor mais uma vez fez mistério ao fechar o treino tático à imprensa.

“Para o jogo eu vou, estou convocado, mas se vou jogar ainda não sei. O Rogério vai decidir se vai poupar, porque seria bom decidir em casa. Vimos a força da torcida contra o Corinthians. Jogador gosta de casa cheia, então gostaríamos de decidir em casa”, disse, misterioso.

Se por um lado o São Paulo busca terminar a primeira fase na liderança do grupo, o São Bernardo joga por sua permanência na primeira divisão do Paulista. Mesmo diante do desespero dos mandantes, Jucilei pede uma atitude agressiva para a equipe no Estádio Primeiro de Maio.

“Quando você vai jogar fora é sempre jogo duro, nunca é fácil. Sabemos que eles estão para cair, mas temos nosso objetivo de ser primeiro do grupo. Vamos lá para ganhar”, concluiu.