Juca Kfouri rebate entrevista de Neymar: “Não me fará nenhuma falta”

·2 minuto de leitura
Neymar em ação contra a Colômbia, pelas Eliminatórias / Foto: (AP Photo/Fernando Vergara)
Neymar em ação contra a Colômbia, pelas Eliminatórias / Foto: (AP Photo/Fernando Vergara)

A declaração de Neymar de que a Copa do Mundo do Qatar, em 2022, pode ser a sua última pela seleção brasileira surpreendeu a todos. Na entrevista a DAZN, o craque do Paris Saint-Germain disse “não saber se terá mais condições de cabeça, de aguentar mais futebol e que fará de tudo para realizar o sonho no ano que vem”.

Para o jornalista Juca Kfouri, a possível saída do camisa 10 da seleção não surpreende. Durante o podcast “Posse de Bola”, o comentarista reconheceu o talento do atleta, mas afirmou que ele “não fará nenhuma falta”.

Leia também:

“O Neymar me parece estar abandonando a carreira já não é de hoje. A opção preferencial pela vida de pop star, a exemplo do que fez o Ronaldinho Gaúcho, está muito clara nas escolhas do Neymar. Então, eu não vou entrar na novela se ele vai parar ou não vai parar. Honestamente, falo com dor no coração, porque não sou idiota e não nego o talento que esse rapaz tem, mas não me fará nenhuma falta. Não lamentarei se ele resolver que nem sequer para a Copa do Qatar ele irá”, falou.

Kfouri acha que o jogador revelado pelo Santos já não tem mais motivação para continuar jogando futebol e, apesar do talento, nunca teve “cabeça de número 1”. “Não acredito, inclusive, que se ele puser na cabeça que essa é a última copa que ele fará uma copa brilhante para se despedir. Não acho que ele encontre mais motivação para jogar futebol como deveria, que é o ofício dele”, afirmou.

“Portanto, estou cansado dos “nhem nhem nhem” de Neymar. Sempre ele dá um jeito de desviar também o foco para justificar as más atuações dele. Claro, aí entra a discussão sobre a cabeça do atleta sob pressão, ele nunca se submeteu a maiores pressões, ele sempre foi irresponsável com a carreira dele, conseguiu levar muito bem até um certo momento, mas nunca teve cabeça de líder, cabeça de número 1. Tem talento para ser número 1, mas nunca teve cabeça para isso e continua sem essa cabeça, é o Peter Pan. Tchau e bença, porta da saída está sempre permanentemente aberta, não me fará falta”, finalizou.

Neymar tem 29 anos atualmente e chegaria para a disputa da copa de 2026 com 34 anos. Pela seleção, já jogou os mundiais de 2014 e 2018.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos