Jovem promessa do UFC se inspira em Demian Maia para ter sucesso na carreira

Uma das principais apostas para o futuro do UFC, Chase Hooper sabe que tem um longo caminho pela frente rumo ao topo de sua divisão. Para isso, o jovem peso-pena (66 kg) pretende expor seu corpo ao menor dano possível em suas próximas lutas, utilizando como exemplo o brasileiro Demian Maia.

Com apenas 20 anos, Chase fez sua estreia no UFC em dezembro de 2019, diante do sueco Daniel Teymur. A vitória por nocaute técnico ainda no primeiro round garantiu ao americano, além do debute com o pé direito, a manutenção de sua invencibilidade no MMA profissional após dez combates realizados. Ciente do desgaste pelo qual o corpo de um atleta da modalidade passa, Hooper – que também possui o grappling como sua principal arma – busca se espelhar no estilo de jogo estratégico e técnico do faixa-preta brasileiro para evitar sofrer demasiado dano em suas lutas.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Ele (Demian) tem sido capaz de, na maior parte, evitar receber muito dano e se prejudicar demais. Eu acho que se eu puder forçar o grappling, mas só evoluir em tudo no geral para compensar, eu acho que isso definitivamente me ajudaria”, explicou o americano, ao site ‘MMA Fighting’.

Antes de chegar oficialmente ao Ultimate, Chase passou pelo programa ‘Contender Series’, que tem levado muitos lutadores promissores ao UFC nos últimos tempos. Apesar de vencer seu confronto contra Canaan Kawaihae, em julho de 2018, Hooper não conseguiu o contrato com a organização de imediato. No entanto, de olho no potencial do peso-pena, a entidade o colocou em um acordo de desenvolvimento no qual ele poderia ganhar experiência em outros eventos até estar pronto para sua estreia no octógono mais famoso do mundo.

Neste cenário, a jovem promessa precisou de mais três combates antes de assinar definitivamente com o UFC. A situação mostrou a Hooper que é preciso ter paciência para esperar o momento certo de dar o próximo passo, e é com isso em mente que o peso-pena projeta seu futuro no Ultimate, sem queimar etapas, como já aconteceu com outros lutadores promissores.

“Eu definitivamente não quero ser alguém como Sage Northcutt, que teve um par de lutas mais fáceis e depois pulou para alguns dos caras de nível mais alto, não foi bem, e teve que ir para o ONE”, declarou Chase, ao site ‘MMA Fighting’.

Chase Hooper compete no MMA profissional desde outubro de 2017, pouco mais de um mês após ter completado 18 anos. Em seu cartel, o peso-pena acumula nove vitórias, sendo quatro por finalização, três por nocaute e duas por pontos, e um empate.

Leia também