Jovem de 17 anos é preso por invasão ao Twitter de Musk e Obama

Yahoo Finanças
Graham Ivan Clark, acusado do ataque ao Twitter
Graham Ivan Clark, acusado do ataque ao Twitter

Um adolescente de 17 anos foi preso no estado americano da Flórida, acusado por autoridades de ser o “mentor” da invasão a diversas contas de celebridades no Twitter no último dia 15 de julho. O golpe, que foi usado para obter doações de bitcoins, foi considerada uma das maiores brechas na história do Twitter. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo as autoridades, o jovem já era investigado anteriormente, por conta de acusações de fraudes, também envolvendo transações com a moeda digital bitcoin. 

Leia também

Graham Ivan Clark teve o equivalente a cerca de US$ 700 mil em bitcoins confiscados pelas autoridades, segundo documentos acessados pelo New York Times. 

Clark organizou, segundo as autoridades, a invasão a 45 contas do Twitter, entre elas o do ex-presidente americano, Barack Obama, do empresário Elon Musk, do rapper Kanye West, entre outras celebridades e perfis oficiais de marcas. 

A partir daí, o grupo começou a postar mensagens pedindo doações para supostas causas filantrópicas em bitcoin, golpe que, segundo a reportagem do New York Times, rendeu ao grupo cerca de US$ 180 mil. 

Em um pronunciamento, o Twitter disse “apreciar a ação rápida da força da lei nessa investigação” e que “continuará cooperando conforme o caso progride”.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também