Jovem armado invade duas escolas no Brasil matando três pessoas

Pelo menos três pessoas morreram, dois docentes e uma aluna, e 13 ficaram feridas quando um jovem armado invadiu duas escolas, uma pública e uma privada, em Aracruz, no estado do Espírito Santo, no Brasil. A tragédia ocorreu às 09h30, hora local.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública o suspeito disparou, indiscriminadamente, sobre estudantes e deslocou-se depois à sala de professores, da Escola Estadual Primo Bitti, onde acabou por matar dois deles. O autor dos disparos, de 16 anos, e que foi aluno de um dos estabelecimentos de ensino visados, dirigiu-se depois para o Centro Educacional Praia de Coqueiral onde matou uma aluna - de 12 anos, estudante do 6º ano - antes de se pôr em fuga.

A polícia acabou por deter o suspeito, cerca de quatro horas mais tarde, em casa. As autoridades acrescentavam que o atirador levava consigo duas pistolas do pai, uma de calibre 40 e outra de 38.

O governador do estado do Espírito Santo decretou três dias de "luto oficial", em sinal de "pesar pelas perdas irreparáveis", como se lia nas redes sociais.

O presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, dizia ter recebido a notícia com "tristeza", prestava homenagem às vítimas desta tragédia "absurda", como lhe chamava nas redes sociais, e solidariedade para com as suas famílias.