José Roberto Guimarães é suspenso por três jogos

Web Vôlei
LANCE!
Zé Roberto em ação (Divulgação/FIVB)
Zé Roberto em ação (Divulgação/FIVB)


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Voleibol puniu o técnico José Roberto Guimarães com três jogos de suspensão.

Em audiência realizada nesta quinta-feira, o comandante do São Paulo/Barueri e da Seleção Brasileira feminina foi julgado por ter infringido o artigo 258 do Código Brasileiro (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva), na partida contra o Dentil/Praia Clube, pelas quartas de final da Copa Brasil. Neste item, Zé foi citado em dois parágrafos: desistir de disputar partida, depois de iniciada, por abandono, simulação de contusão, ou tentar impedir, por qualquer meio, o seu prosseguimento; desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões.

Na ocasião, insatisfeito com a distribuição de cartões pela arbitragem após uma marcação contestável de bola tocada na defesa de Barueri, Zé Roberto pediu para a equipe sair de quadra antes de um match point para o Praia.

A decisão do STJD não foi unânime. A auditora Júlia Gelli defendia um jogo de suspensão para o técnico.

Na noite desta sexta-feira, Zé Roberto já não pôde comandar o São Paulo/Barueri no duelo contra o Osasco Audax/São Cristóvão Saúde, no Ginásio José Liberatti, pela Superliga Banco do Brasil. Com Wagão assumindo a função, o Tricolor foi absoluto e derrotou as donas da casa por 3 sets a 0, parciais de 25-14, 25-16 e 25-22.

Caso não haja nenhum recurso, ele ficará fora também nas partidas contra Dentil/Praia Clube, no dia 11, e contra o Itambé/Minas, dia 14, ambos em Minas Gerais. A pena máximo segundo o Código de Justiça Desportiva era seis jogos.













Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também