José Ilan vê necessidade de reforços no Fluminense: 'Não vai longe na Libertadores com esse elenco'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O Fluminense segue se o planejamento para a temporada 2021 e anunciou um pacote de reforços recentemente, porém, para o jornalista José Ilan, ainda não é suficiente. Segundo o comentarista, o elenco atual do Tricolor não é capaz de ir longe na Libertadores e o clube necessita de mais contratações de qualidade para sonhar com um bom desempenho na competição.


>> Veja a classificação do Campeonato Carioca

- Se o Fluminense está pensando em ir para a Libertadores com esse elenco atual, que até terminou razoavelmente bem o campeonato, de uma forma competitiva, bem montado, de forma competitiva... Se acha que esse elenco é suficiente para encarar uma Libertadores, obviamente está muito enganado - disse José Ilan nesta tarde no canal "Ilan e Renato", no Youtube.

Ilan analisou as carências no time do clube carioca e apontou quais posições necessitam de maior atenção.


- Tem que contratar sobretudo um camisa 10, um cara de transição, um cara que tem faltado há um tempo no Fluminense. O Ganso veio para ser esse jogador e não conseguiu ser. Precisa de mais gente ali na frente, por exemplo, o William Bigode seria uma boa contratação. Seria interessante um jogador de lado no ataque, o que o Wellington Silva tentou ser, mas não conseguiu... Então o Fluminense precisa encorpar, precisa de reforços, gastar bem. O principal é isso - analisou o jornalista.

- Não adianta comprar ou trazer jogadores de 70, 80 mil reais e, no fim, eles todos somados darem o salário de um bom jogador. Três, quatro jogadores ruins que não jogam e que tem salários "baixos" acabam sendo muito menos úteis do que um bom jogador que custe mais caro, mas que resolva os problemas. Se o Fluminense se conscientizar que precisa se reforçar, pode ir longe na Libertadores. Se não, vai só passear e fazer figuração - completou.

Citado pelo jornalista, o atacante Willian "Bigode", do Palmeiras, é um dos nomes que interessam ao Fluminense para reforçar o setor.