Jornalista explica aposentadoria de Benzema da seleção da França: 'Foi tratado como idiota'

Jornalista explica saída de Benzema da França (Foto: Franck Fife/AFP)


A saída de Karim Benzema da seleção da França segue sendo um assunto no país, mesmo depois do fim da Copa do Mundo no Qatar. Nesta quinta-feira, a aposentadoria do atacante do Real Madrid do selecionado nacional francês teve mais detalhes contados pelo jornalista Daniel Riolo, da rádio "RMC".

- Pediam para ele treinar forte quando não poderia. Ele se lesionou novamente, no que ara mim foi uma recaída da lesão. Mas ele poderia ter ficado no banco nas oitavas de final e nas quartas de final estaria totalmente pronto para jogar - disse.


O jornalista também explicou que algumas das decisões tomadas pelo técnico Didier Deschamps e pela Federação Francesa não agradaram os principais jogadores da equipe francesa.

- Há uma verdade que deve ser dita. Karim Benzema merecia mais respeito. Nós o consideramos um idiota e o expulsamos. Alguns jogadores como Lloris, Griezmann ou Giroud não concordaram com a sua saída.

+ Confira as notícias do mercado da bola no Vaivém do L!

Riolo completou falando sobre o eventual desprezo do técnico francês com o atacante. Segundo ele, Deschamps não o queria na seleção e tinha receio de que o jogador pudesse levar problemas para dentro do time em meio aos antigos conflitos em que esteve envolvido.

- Deshcamps não queria Benzema e o seu regresso à seleção. Não sabe gerir as personalidades e os diferentes egos que podem existir num vestiário. Ele é forte na construção de um grupo, que não é a mesma coisa. Benzema representava um problema para ele - finalizou Riolo.

Benzema se lesionou antes do início da Copa do Mundo. Segundo a imprensa francesa, ele poderia ter jogado a fase final, mas Deschamps optou por não levá-lo de volta e o atacante anunciou sua aposentadoria da seleção francesa, um ano e meio depois de seu retorno ao time.