Jornalista da ESPN critica Mano após caso de racismo e relembra episódio com ex-jogador do Flamengo

Reprodução de vídeo


Após Edenilson acusar Rafael Ramos de racismo na partida entre Internacional x Corinthians, o tema virou assunto em debates esportivos. Durante o programa "Linha de Passe", o comentarista Breiller fez duras críticas ao treinador Mano Menezes.

+ Veja fotos da nova camisa do Corinthians

O jornalista relembrou o caso do meia Gerson, que acusou Ramirez de racismo durante a partida entre Flamengo x Bahia, válida pelo Brasileirão de 2020.

- O Mano não fala absolutamente nada do caso em que ele criminalizou o Gérson por fazer o que o Edenilson fez hoje. Para mim, é ofensivo o Mano estar ali falando qualquer coisa sobre racismo. O Mano foi alguém que diante de uma denúncia de racismo, desautorizou a potencial vítima. E ninguém questiona. O Mano não foi questionado na volta ao Brasil. Foi treinar o Internacional e não foi questionado. É constrangedor para o clube ter o Mano Menezes como porta-voz em uma hora dessas. Por que foi um profissional que teve uma atitude feia e deplorável diante da situação do Gérson - disse Breiller.

- Imagina o Vítor Pereira gritando na beira do campo e chamando o Edenilson de "malandro", igual o Mano fez com o Gérson. Hoje o Internacional fez a atitude correta de ficar ao lado do atleta, mas o clube também precisa olhar para dentro. Não estou falando para o Mano não trabalhar mais no futebol, mas para falar e se explicar, porque parece que não aprendeu nada com aquele episódio do Gerson - completou o comentarista.

Naquela época, Gerson era jogador do Flamengo e Mano Menezes comandava o Bahia. Após a denúncia do meia, os áudios de campo captaram o treinador se referindo ao caso do atleta rubro-negro como "malandragem". A postura de Mano Menezes foi muito criticada após o episódio.

Desta vez, foi um jogador comandado por Mano que alegou ter sofrido injúria racial. Edenilson prestou queixa e afirma que Rafael Ramos o chamou de "macaco". Jogador do Corinthians nega que tenha cometido racismo. Caso está sendo investigado pelas autoridades.

+ Vítor Pereira diz acreditar em Rafael Ramos

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos