Jornal cita limite de jogos e destaca que Pepê está em 'redoma' antes de rumar ao Porto

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

No dia 18 de fevereiro, o Grêmio oficializou a venda de Pepê ao Porto por 15 milhões de euros - o clube fica com 70% deste valor. Ficou acordado, à época, que o atacante continuaria no Tricolor até o final do mês de junho - a princípio, sem qualquer restrição de aproveitamento. No entanto, o jornal 'O Jogo' traz detalhes inéditos sobre o acerto que deixam o jogador praticamente em uma redoma.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Segundo apuração do veículo, Pepê pode ser aproveitado em, no máximo, oito jogos em Porto Alegre neste período. A intenção é fazer com que o jogador se apresente na Europa em plena forma física para cumprir 30 dias de férias e, depois, estar em totais condições de participar da pré-temporada e entrar na rotina do time.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Com isso, o atacante será poupado dos jogos do Campeonato Gaúcho e do início do Campeonato Brasileiro: "É na plenitude das capacidades físicas e em patamar de igualdade com os futuros companheiros que o FC Porto pretende receber Pepê, tendo, para isso, alcançado um acordo com o Grêmio que tem por objetivo proteger ao máximo o atleta até o momento da transferência para o Dragão", diz a reportagem. Até o momento, o atleta não foi utilizado na temporada de 2021. Antes da estreia na Libertadores, foi constatada uma lesão.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.