Jorge Masvidal justifica preferência por luta com Conor ao invés de cinturão do UFC

Com uma temporada de 2019 perfeita, Jorge Masvidal ganhou popularidade e, com ela, poder de ‘dar as cartas’ na companhia. Atual detentor do cinturão ‘BMF’ (atleta mais ‘durão’), o americano parece interessado em dois rivais dentro do Ultimate no momento: Kamaru Usman e Conor McGregor. E por mais que a luta diante de ‘Nigerian Nightmare’ represente uma disputa de título dos meio-médios (77 kg), ‘Gamebred’ parece se interessar mais por um confronto com o falastrão irlandês.

Em entrevista ao canal ‘FanSided MMA’ do Youtube, Jorge justificou sua preferência pelo ponto de vista financeiro. Um eventual combate contra Conor atrairia um pagamento maior do que um ‘title shot’ diante de Usman. Mas apesar do atual interesse no irlandês, Masvidal não descartou um duelo contra o campeão de sua categoria.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Conor não vai estar por aí (competindo) para sempre. Quem quer que esteja com o cinturão, sempre estará lá. Sempre terá um campeão meio-médio (77 kg). Qual o problema se esse cara que está há 16 anos no esporte escolher o pagamento (ao invés do cinturão). Lutaria contra um matador, bicampeão, um verdadeiro ‘sniper’ com a mão esquerda – e ainda por cima embolsarei um grande cheque de pagamento. Qual o problema nisso? Nenhum. Faço isso há 16 anos, amigo. Antes mesmo de ser cogitado para o título, tive que me tornar famoso. Sabe o quão difícil foi?”, justificou Gamebred, antes de provocar Kamaru.

“Quando eu lutar com o Usman, vou quebrar a cara dele. Vou fazer ele passar vergonha, é isso que vou fazer. Ele não pode comigo, é muito unidimensional. Não tem aquilo que te eleva ao nível acima. Então o que você acha que vai acontecer quando eu colocar minhas mãos nele?”, completou o meio-médio americano.

Além dos possíveis rivais no MMA, Masvidal já deixou claro seu interesse em realizar uma disputa de boxe contra pugilistas renomados como Saul ‘Canelo’ e Floyd Mayweather – que abandonou a aposentadoria recentemente para realizar uma parceria com Dana White, presidente do UFC.

Leia também