Jorge Lorenzo diz sentir as diferenças entre Ducati e Yamaha

Desde a temporada de 2017 na Ducati, o piloto espanhol Jorge Lorenzo sente as diferença entre sua atual equipe na Moto GP e sua anterior, a Yamaha. E os distintos modos de preparar a moto para as corridas tem refletido diretamente no desempenho do corredor, ainda acostumado a sua antiga escuderia.

Yamaha e Ducati são dois fabricantes muito diferentes, com duas filosofias diferentes. A Yamaha estava sempre obcecada com o chassi, tornando a vida do piloto mais fácil. A Ducati, por outro lado, optou nos últimos 10 anos por produzir o motor mais potente e gerenciá-lo com boa eletrônica”, comentou.

Desejando que os resultados da Ducati possam evoluir, Lorenzo acredita que tentar administrar sua moto da maneira que fazia a Yamaha é um bom caminho para ter sucesso no futuro.

“Talvez agora precisemos mudar prioridades e, além de continuar desenvolvendo o motor, experimentar novos tipos de chassis para tornar o torneamento mais fácil e facilitar a vida do piloto”, pontuou.