Jorge Jesus diz que título do Flamengo é triunfo "de todo o futebol brasileiro"

AFP
Jogadores do Flamengo erguem a taça de campeão da Libertadores, 23 de novembro de 2019 em Lima
Jogadores do Flamengo erguem a taça de campeão da Libertadores, 23 de novembro de 2019 em Lima

O técnico do Flamengo, o português Jorge Jesus, garantiu neste sábado depois de conquistar a Copa Libertadores que o triunfo não foi só do time rubro-negro.

"Hoje esta vitória do Flamengo não é só uma vitória minha nem dos jogadores. É do futebol brasileiro", explicou Jesus ao canal Foxsports após a vitória de 2 a 1 de virada sobre o argentino River Plate.

O técnico, que chegou no meio deste ano ao Brasil, assegurou que ganhar o título continental foi uma das motivações para aceitar a oferta do clube carioca.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Quando aceitei esse desafio de vir pro Brasil foi exatamente como um sonho e com uma convicção, de que ia estar numa Libertadores e poderia chegar a final da Libertadores e ganhar, e estar no campeonato nacional, também com todas as possibilidades de vencer", garantiu.

O português afirmou que várias das pessoas mais próximas foram contra sua ida ao Brasil, embora sempre tenha confiado em seu trabalho.

"Sabemos que a Libertadores transportaria para o campeonato do mundo e fui contra contra gente, uma parte dos meus amigos, mas eu tinha muita convicção no meu trabalho, muita certeza do meu trabalho e também conhecia muito bem a equipe do Flamengo", comentou.

Para Jorge Jesus, sua trajetória de sucesso no Flamengo "poderia não acontecer, mas havia talento e estrutura para fazer o que fizemos hoje".

O treinador, de 65 anos e com uma ampla carreira nos bancos, explicou que "ainda não é o melhor ano. Ganhamos a Libertadores, que é um troféu muito importante, se ganharmos o Brasileirão e o Mundial de Clubes, não tenho dúvidas de que será meu melhor ano" como técnico.

Jorge Jesus admitiu que sua chegada revolucionou o futebol brasileiro, devido a sua filosofia futebolística.

"Mexi no futebol brasileiro porque tenho uma ideia de olhar pro jogo diferenciada, mas quero dizer aos dirigentes dos clubes brasileiros que não é o fato do Jorge Jesus poder ganhar a Libertadores e o Brasileirão que está mal o futebol brasileiro e que os treinadores não têm capacidade", disse.

"Nem todos os treinadores em Portugal ou no mundo são iguais a mim, basta falar com os jogadores com quem trabalhei. Sou diferenciado, estive na China, na Inglaterra, no Brasil e não é tudo igual", acrescentou.

Depois de ganhar a Libertadores neste sábado, o Flamengo poderá levantar neste domingo, sem jogar, o título do Brasileirão. Para isso, basta o Palmeiras, segundo colocado, não vencer em casa o Grêmio.

Leia também