Jorge espera oportunidade no Monaco

Por Christophe BELLEUDI

"A minha hora vai chegar", revelou o lateral esquerdo brasileiro Jorge, que deixou o Flamengo em janeiro para desembarcar em Monaco, e pode entrar como titular nas semifinais da Copa da França, contra o Paris Saint-Germain, nesta quarta-feira.

O objetivo do time do Principado passa pelo jovem jogador, que custou 8,5 milhões de euros aos cofres da equipe.

"A adaptação foi mais fácil por que alguns jogadores falam português. Os brasileiros Boschilia, Fabinho e Jemerson me ajudam muito. A equipe técnica também. Eu achei que fosse ser mais difícil", revelou Jorge.

Mas o jogador ainda está se acostumando com o país e com a diferença do idioma. "Tenho aulas todos os dias e tento me aproximar de quem fala francês", especificou.

Jorge, de 21 anos, ainda não está no nível dos companheiros, mas já estreou com a seleção brasileira principal em janeiro, na vitória por 1 a 0 contra a Colômbia.

- "Não é um jogador muito físico" -

"Tem grande qualidade técnica. Entende bem as informações e gosta de jogar com a bola. Por outro lado, não é um jogador muito físico. Tem que melhorar o contato, a velocidade do jogo e a definição quando vai ao ataque", explicou o treinador português Leonardo Jardim.

Titular contra o Olympique de Marselha e o Lille, na Copa, o brasileiro sempre entrou como meia pelo lado esquerdo. "Por enquanto, prefiro ele no meio campo, se adaptando pouco a pouco. Cada jogador é diferente, mas já jogou em Marselha e em Paris pode entrar na defesa. Depende do estado do elenco", acrescentou o técnico.

"Não importa a posição, eu vou dar meu máximo. Minha posição é de lateral esquerdo, mas o treinador acha que posso jogar melhor como meia. É o que tento fazer. Estou me sentindo bem nos treinamentos e também estou aprendendo a jogar nessa posição", garantiu Jorge.

O brasileiro tem a confiança da comissão técnica, que espera que o lateral se transforme em um jogador importante para o time na próxima temporada.

"O objetivo passa por eu me adaptar ao estilo europeu. Estou muito feliz em fazer parte desse elenco que tem tanta qualidade. Estou brigando com Mendy, que está em grande forma no momento. Tenho que ser paciente e estar tranquilo", continuou o jogador.

"Fui recebido muito bem por esse grupo humilde e unido. A minha hora vai chegar e tenho que estar pronto para esse momento", especificou.

Jorge não acha que vai iniciar o duelo contra o PSG como titular, mas Jardim avalia a possibilidade.

"O treinador vai escalar os 11 que ele ache os melhores para conseguir a classificação. Todos jogos são importantes para um clube como o Monaco. Jogamos para o clube", concluiu Jorge.