Jon Jones, sobre uso de pílulas sexuais: 'Eu recomendo. É demais'

O UFC 210, realizado no último sábado, em Buffalo, Nova York (EUA), teve uma presença ilustre na primeira fileira: Jon Jones. O ex-campeão dos meio-pesados viu de perto a vitória de Daniel Cormier contra Anthony Johnson. Embora ele esteja de olho na revanche com o rival, Jones ainda está suspenso por doping, falou com a imprensa antes do evento e ainda recomendou o uso da substância que o fez falhar no antidoping.

Ao ser questionado sobre o uso de Ciális, estimulante sexual que segundo Jones foi a causa do flagra no doping, o ex-campeão surpreendeu, disse já ter tomado o remédio outras vezes e ainda recomendou o uso aos jornalistas presentes em sua coletiva de imprensa, realizada em Nova York.

- Estou no UFC por muitos, muitos anos e já tomei pílulas sexuais diversas vezes durante minha vida adulta. Recomendo muito, pessoal. É muito bom. É demais! - afirmou o lutador, antes de falar sobre seu flagra e reconhecer seu erro ao não cuidar das substâncias que ingeria.

- Eu provavelmente deveria ter levado as regras mais a sério e literalmente tinha de ter testado tudo. Achei que não era necessário pois (as pílulas sexuais) não tem relação alguma com performance esportiva. Levo a Usada (Agência Antidoping dos Estados Unidos) muito a sério agora. Envio tudo a eles, sempre digo onde estou - garantiu.

Depois do flagra no doping em julho do ano passado, o lutador cumpre suspensão de um ano e estará apto a lutar a partir do dia 10 de julho deste ano. A expectativa é que ele enfrente Daniel Cormier em seu próximo desafio.







E MAIS: